Ler Agora:
Caso submarinos: “Sei bem que incomodo muita gente, incluindo no PS”
Artigo completo 2 minutos de leitura

Caso submarinos: “Sei bem que incomodo muita gente, incluindo no PS”

(DR)

(DR)

Ana Gomes está decidida a levar o processo dos navios submersíveis a ‘bom porto’. A eurodeputada fala em pontas que ficaram por investigar e sublinha que, embora nunca tenha estado sozinha, podia ter tido mais apoio por parte do Partido Socialista (PS).

O polémico caso que envolve a compra de submarinos pelo Estado português passou por vários contratempos e foi dirigido por vários procuradores até ser arquivado. O penúltimo, João Ramos, pediu para sair do DCIAP antes de concluir a investigação e chegou a queixar-se do desaparecimento de vários documentos.

A eurodeputada Ana Gomes tem estado sempre na linha da frente deste processo e, em entrevista ao jornal i, diz que não vai desistir até chegar à “verdade”.

“Entendi ser meu dever fazer o que pudesse para a descoberta da verdade: tanto mais que se trata de um caso de corrupção a nível europeu e não apenas de Portugal”, afirmou.

“Sozinha nunca estive, felizmente. (…) Podia ter sido mais acompanhada politicamente, designadamente pelo meu partido? Ah, com certeza que podia. Sei bem que incomodo muita gente, incluindo no PS, com esta e outras investigações sobre corrupção e por exigir responsabilização política e empenho na luta contra a corrupção”, acrescentou.

No entanto, a socialista não olha para trás com arrependimento. “Tanto melhor: vim para a política não à procura de uma carreira profissional, nem de nela fazer carreira”, esclareceu.

Sobre a interrupção da investigação, Ana Gomes diz que a “atuação de Pinto Monteiro, empurrando a primeira equipa de investigação para se afastar do processo, não foi politicamente inocente”. (noticiasaominuto.com)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »