CASA-CE quer ser parceira do Executivo

Presidente da Casa-CE Abel Chivukuvuku (OPAIS/Arq.)
Presidente da Casa-CE Abel Chivukuvuku (OPAIS/Arq.)

A Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA -CE) quer ser um parceiro privilegiado do Executivo angolano na consolidação da democracia e unidade nacional.

Esta afirmação é do presidente dessa formação política, Abel Chivukuvucu, quando discursava hoje, quinta-feira, na sessão de encerramento das segundas Jornadas do Grupo Parlamentar que decorreram durante dois dias, sob o lema “por um parlamento à dimensão dos desafios da Nação”.

De acordo com o político, a CASA-CE entregou recentemente ao Presidente da República um memorando em que propõe a tomada de medidas com vista à melhoria da qualidade de vida do povo angolano, com destaque para a diversificação da economia, apostando na agricultura e desenvolvimento rural, na qualidade do ensino de base e dos serviços básicos.

Para Abel Chivukuvucu, o Executivo deve levar a cabo acções com vista a que o país não fique apenas dependente da exploração do petróleo e do diamante, apostando na exploração de outros minerais.

Entretanto os participantes nas Segundas Jornadas Parlamentares da CASA-CE recomendaram que face à queda do preço do barril de petróleo, no mercado internacional, o Executivo deve envidar maior esforço para a diversificação da economia.

O evento visou, além de capacitar os deputados desse grupo parlamentar, trocar experiências com parlamentares de outros países, analisar o desempenho no ano transacto e perspectivar acções.

O evento enquadrou também perspectivas para os próximos três anos. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »