Bié: Hipopótamos destroem totalmente lavras da população

(Foto: Arnd Wiegmann / Reuters)
(Foto: Arnd Wiegmann / Reuters)

Diversos cultivos foram totalmente destruídas este semana, na localizada de Lussenda, município do Chitembo, a 150 quilómetros a sul da cidade do Cuito, província do Bié, por hipopótamos, que podem causar fome nos próximos tempos no seio das comunidades.

Em declarações a Angop, hoje, sábado, Margarida Mutango (uma das proprietárias das lavras destruídas) disse que nos últimos dias, os hipopótamos estão a devastar as lavras, tendo apelado a administração local no sentido de encontrar-se mecanismos de afugentar os animais.

Alertou ainda que, hipopótamos saem do rio Cacuchi, tendo salientado que dada a situação os camponeses são obrigados a passar as noites nas lavras, para preservar os cultivos.

O responsável do Centro de Documentação e Informação (CDI) da administração municipal do Chitembo, Lucas Baptista Sete, apelou os lavradores a terem mais calma, sublinhando a necessidade de evitar o abate dos animais em causa.

Já, na comuna de Cangote, município do Chinguar (Bié), as enchentes nos rios Kutchi, Cassongue, Mbunji e Cutato, levam ao aparecimento constante de hipopótamos nas aldeias de Chingunji, Ndenja, e Canhunlo, que consequentemente periga a vida dos moradores

O surgimento de animais ferozes nas aldeias resulta das chuvas que causaram enchentes aos rios e na busca de alimento e segurança aproximam-se das populações. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »