Benguela: Governo relança transportes públicos colectivos

Transportes públicos (Foto: Edilson Domingos)
Transportes públicos (Foto: Edilson Domingos)

A rede dos transportes públicos colectivos será relançada em toda a extensão da província de Benguela, tão logo existam condições propícias ao sucesso da operação, que visa melhorar a qualidade dos serviços prestados à população, disse quarta-feira, o novo director provincial dos Transportes e Telecomunicações, António Mandele Ricardo.

Falando à imprensa depois da sua tomada de posse, em substituição de José António Valongo, o gestor público fez saber que a província deverá receber mais meios para permitir o relançamento do serviço dos transportes públicos de passageiros, de acordo com o programa do Governo.

Nesse sentido, assumiu que o relançamento da rede de transportes públicos colectivos constitui a prioridade da sua instituição, conforme preceituado num projecto do Ministério dos Transportes, o qual prevê a articulação entre os quatro sistemas de transportes- rodoviário, ferroviário, aéreo e marítimo.

Destacou os passos importantes dados pelo Executivo Angolano, nesta região do país: na reabilitação e modernização do Porto do Lobito, da linha do Caminho de Ferro de Benguela, numa extensão de 1.344 quilómetros de extensão do Lobito ao Luau (Moxico), a construção do Aeroporto Internacional da Catumbela e o restauro da malha rodoviária.

Quanto ao novo aeroporto da Catumbela, o responsável lembrou que ainda não está a funcionar em pleno no que diz respeito à operação de voos internacionais, para que foi concebido, mas acredita que esse desiderato será concretizado em face da dinâmica do sector dos Transportes no país.

O director provincial das Transportes e Telecomunicações disse por outro lado, haver escassez de meios no sector, mas explica que, com os poucos existentes, tem sido feito o possível na transportação de pessoas bens entre as localidades, daí a intenção de melhorar a qualidade dos serviços prestados aos passageiros.

Apesar disso, reconheceu que os operadores privados integrados nos transportes públicos têm colocado à disposição das cidades de Benguela e Lobito, em especial, cada vez mais meios para, desta forma, corresponder às actuais exigências da sociedade, como táxis personalizados, entre outros serviços.

Segundo o responsável, a Direcção Provincial dos Transportes tem estado a trabalhar conjuntamente com essas empresas, de modos a que todos os centros escolares e hospitalares tenham uma razoável cobertura em transportes públicos todos os dias até, pelo menos, às 22 horas, visando apoiar a população.

Actualmente, seis operadoras privadas de transportes públicos, que fazem rotas inter-urbanas, municipais e provinciais, estão filiadas à Associação dos Transportadores Públicos de Benguela (Atranspub), proclamada em 2012 como a primeira instituição do género no país. (portalangop.co.ao)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »