Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Assaltos de clientes de instituições bancárias têm sido com participação de funcionários

 Mateus Rodrigues- Porta-voz da Policia (Foto: Alberto Julião)

Mateus Rodrigues- Porta-voz da Policia (Foto: Alberto Julião)

O director provincial da ordem pública, superintendente-chefe Mateus Rodrigues, apontou hoje, terça-feira, em Luanda, os funcionários bancários como os principais facilitadores de informações aos marginais sobre os clientes que vão a instituição movimentar avultadas somas monetárias.

O superintendente-chefe explicou que alguns cidadãos, depois de levantarem valores avultados, são perseguidos por marginais que recebem dados específicos fornecidos pelos funcinários bancários para actuação na via pública.

“ Esta questão terá sequência, porque este resultado ainda é preliminar, continuamos a investigar eventuais elementos que colaboram com estes marginais a partir dos bancos”, adiantou.

Apelou as pessoas que criem o hábito de participar e de denunciar os crimes, para permitir que a polícia tenha “a malha da actividade criminal” no seu todo em Luanda, e para que por esta via possam deter os indivíduos envolvidos, pois o fenómeno criminal deve ser preocupação de todos.

“ Polícia Nacional foi registando com alguma preocupação alguns crimes considerados violentos, como homicídios, roubos qualificados de viaturas, furtos de valores monetários, facto que obrigou os responsáveis da província a orientar a Direcção Provincial de Investigação Criminal (DPIC), a elevar os seus níveis de enfrentamento policial para a mudança do quadro”, adiantou.

Esta mudança, prosseguiu, permitiu que fossem desarticulados os indivíduos que praticavam várias acções, que culminou com a detenção de aproximadamente 40 pessoas, principais autores destes roubos. (portalangop.co.ao)

Deixe uma comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »