Radio Calema
InicioDesportoAtletismo: Quenianos em maioria nos estrangeiros da São Silvestre de Luanda

Atletismo: Quenianos em maioria nos estrangeiros da São Silvestre de Luanda

Corrida de atletismo (Foto: Angop)
Corrida de atletismo (Foto: Angop)

Os atletas estrangeiros, com uma lista liderada pelos quenianos (38 elementos), para 59ª edição da corrida pedestre “São Silvestre”, começam a chegar ao país no próximo dia 28, garantiu hoje, em Luanda, o vice-presidente da Federação Angolana de Atletismo (FAA), Adriano Nunes.

Num total de 79 concorrentes de 21 países, realce para as confirmações do Quénia, com 38 elementos, dos quais 23 homem, sendo o país com maior número de corredores, secundado pela Etiópia, com 15 masculinos e 14 femininos, perfazendo 29, em prova a disputar-se dia 31 deste mês, nas ruas da capital do país.

O também director da competição anunciou estarem igualmente inscritos, para além do Quénia e Etiópia, a Eritreia (1 – msc), Portugal (2 fem), Brasil, Congo Brazzaville e Uruguai (um masc e um fem), Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Malawi, Uganda, Rwanda, África do Sul, Uruguai e Lesotho, todos com um corredor masculino.

Marrocos será representado por dois atletas masculinos e uma senhora, Eslovénia e Namíbia (1 fem) e Macau (2 homens).

Os grandes ausentes serão os vencedores da edição2013, os quenianos Stanley Biwott (masc) e Priscah Jeptoo (fem), em representação do Kabuscorp do Palanca, por razões de “mau momento de forma competitiva” .

A nível interno, o número já ascende os 1500, prevendo-se atingir um total de três mil participantes.

Os trabalhos de melhoramento do percurso, o aumento dos postos de inscrições, a escassez de publicidade, a Corrida da Família, que na presente edição acontece sábado, dia 27, no período da manhã (do Porto ao Largo do Baleizão), entre outros, também mereceram referências por parte do responsável.

A corrida pedestre de fim de ano São Silvestre começou a ser disputada em Angola em 1954. Em 1985 passou a designar-se Demósthenes de Almeida, em memória ao impulsionador do atletismo nacional.

Em 2002, a prova tornou a denominar-se São Silvestre devido a trajectória histórica dos seus campeões nacionais e estrangeiros.

Com partida no largo da Mutamba e meta no Estádio dos Coqueiros, o percurso está fixado em 10 quilómetros. Os atletas vão passar pelas avenidas Amílcar Cabral, Revolução de Outubro, Ho-Chi Min, Alameda Manuel Van-Dúnem, ruas da Missão e 4 de Fevereiro, assim como os largos do Kinaxixi e Baleizão. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.