Radio Calema
InicioAngolaItália reconhece crescimento económico de Angola - Georges Chikoti

Itália reconhece crescimento económico de Angola – Georges Chikoti

O ministro das Relações Exteriores, Georges Rebelo Pinto Chikoti, esclareceu hoje, domingo, em Luanda, que a visita do primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, a Angola é o reconhecimento do crescimento económico e sobretudo do peso político do país em África, em particular na região Austral.

Ministro das Relações Exteriores- George Chicoti (Foto: António Escrivão)
Ministro das Relações Exteriores- George Chicoti (Foto: António Escrivão)

Georges Chikoti teceu tais declarações à imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, momentos depois de receber o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, que chegou hoje a Luanda para uma visita de trabalho com vista aprofundar e relançar as relações bilaterais entre os dois Estados.

Disse que o momento é histórico por ser a primeira vez que um chefe de governo da Itália visita o sul do Sahara e particularmente Angola, servindo assim para consolidar a cooperação entre Luanda e Roma.

Esclareceu que a visita serve igualmente para reconhecer e engajar Angola nos seus esforços para o alcance da paz no continente, especialmente na República Centro Africana (RCA) e na República Democrática do Congo (RDC).

Quanto a cooperação entre os dois países, o governannte disse que são boas e das mais antigas sendo agora o momento de diversificar e intensificar as áreas da agricultura, construção, cultura e educação.

A Itália foi o primeiro país da Europa Ocidental a reconhecer a independência de Angola, no dia 18 de Fevereiro de 1976 e a 04 de Junho do mesmo ano estabeleceram-se relações diplomáticas entre os dois Estados. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.