Radio Calema
InicioMundo LusófonoPortugal"Estendal" de sacos na escadaria da Assembleia da República

“Estendal” de sacos na escadaria da Assembleia da República

(DR)
(DR)

Esta quinta-feira, Dia Internacional sem Sacos de Plástico, quem passar junto ao Parlamento pode ver um “estendal” diferente. A Quercus quer que todos os supermercados passem a cobrar pelos sacos de plástico.
O número simbólico que corresponde ao número de sacos gastos, em média, por cada português todos os anos. A ambientalista Carmen Lima explica que o objetivo passa por sensibilizar cidadãos, empresas e deputados.

Para além desta iniciativa, os ambientalistas vão ainda entregar no Parlamento um parecer sobre os problemas do lixo nos oceanos e apresentar uma proposta legislativa.

A Quercus pretende, por exemplo, que dentro de quatro anos já não existam sacos de plástico grátis nos supermercados portugueses. Uma redução gradual para mudar os hábitos dos cidadãos.

Em Portugal, há ainda algumas empresas que continuam a oferecer sacos de plástico aos clientes. A Associação de Empresas de Distribuição, que representa as empresas do setor, diz que esta é uma questão que deve preocupar as empresas.

Ana Trigo Morais, da associação, defende que o caminho deve ser reduzir a utilização de sacos de plástico, mas sublinha que a decisão passa por cada associado.

A diretora geral da APED admite, no entanto, que o papel das empresas não está esgotado e garante que há um compromisso das empresas na tentativa de sensibilizar o consumidor. Ana Trigo Morais garante que a venda de sacos reutilizáveis por parte dos retalhistas tem sido um sucesso. (tsf.pt)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.