InicioMundo LusófonoMoçambiqueConferência sobre desminagem termina em Maputo

Conferência sobre desminagem termina em Maputo

(VOA)
(VOA)

Terminou já em Maputo uma reunião na qual estiveram representados os estados signatários da Convenção de Otava, um Tratado que preconiza a proibição do uso, armazenamento, produção, transferência e destruição de minas antipessoais no planeta.

Durante a Conferência, ficou a saber-se que cerca de 48 milhões de minas antipessoais armazenadas foram destruídas desde que a Convenção entrou em vigor, em 1999.

Ficou a saber-se ainda que o Burundi se tornou no vigésimo oitavo Estado a completar as operações de desminagem, ficando agora 31 em processo de conclusão. Um desses estados é Moçambique, que promete terminar a limpeza de todas as áreas minadas até finais de Dezembro próximo, facto amplamente elogiado, na Conferência de Maputo.

Kerry Brinket é o Director da Unidade de Apoio à Implementação da Convenção de Banimento das Minas antipessoais.

Ele disse à Voz da América que Moçambique é um exemplo a nível mundial porque se pensava que o país levaria muitas décadas a concluir as operações de desminagem, mas em tempo considerado record, 21 anos, vai conseguir fazer o que muitos países no mundo não estão a conseguir.

E esse exemplo, segundo o Director da Unidade de Apoio à Implementação da Convenção de Banimento das Minas Antipessoais, deve ser seguido por outros estados que ainda têm engenhos explosivos enterrados, armazenados ou por desmantelar.

O outro desafio, disse ainda Kerry Brinket, é universalizar a Convenção. Fazer com que mais países conheçam e adiram ao Tratado. (voa.com)

por Francisco Júnior

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.