InicioAngolaCidade de Luanda acolhe segunda-feira Cimeira dos PALOP

Cidade de Luanda acolhe segunda-feira Cimeira dos PALOP

A cidade de Luanda acolhe nesta segunda-feira (30) a Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo dos cinco Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), nomeadamente Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, com o objectivo de criar o Fórum a designar-se FORPALOP.

Cidade de Luanda acolhe cimeira de chefes de estado dos palop (ANGOP)
Cidade de Luanda acolhe cimeira de chefes de estado dos palop (ANGOP)

Para o efeito, os líderes dos países integrantes desse órgão começam a chegar esta tarde à capital angolana, onde já se encontra o Primeiro-ministro de Moçambique, Alberto Vaquina, em representação do presidente moçambicano, Armando Guebuza.

Segundo o programa de trabalho desta Cimeira, a que a Angop teve acesso este domingo, o encontro a ter lugar numa das salas do Centro de Convenções de Talatona, a Sul de Luanda, inicia com o discurso de boas vindas do Chefe de Estado Angolano, José Eduardo dos Santos, na qualidade de anfitrião do evento.

Seguir-se-á outro pronunciamento, desta feita por parte do estadista cabo-verdiano, Carlos Fonseca, nas vestes de presidente em exercício dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, e posteriormente dar-se-á início aos trabalhos que decorrerão à porta-fechada.

No final da reunião, os dignatários deverão aprovar uma data e local para a realização da próxima Cimeira, bem como procederão a assinatura da Declaração Constitutiva do Fórum dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (FORPALOP).

O programa prevê ainda a leitura do comunicado final que será feita pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Geroges Rebelo Chicoty.

No início da tarde, o Presidente José Eduardo dos Santos obsequiará os visitantes com um almoço oficial no Centro de Convenções de Talatona.

O regresso das delegações aos seus respectivos países está previsto para o fim da tarde de segunda-feira.

O FORPALOP é um órgão multilateral, privilegiando a concertação político-diplomática e de cooperação, bem como de aprofundamento das históricas relações de amizade e solidariedade.

Dos princípios orientadores de que se regerá o Fórum, destacam-se a igualdade, soberania e independência dos Estados membros, a não ingerência nos assuntos internos de cada Estado e o respeito pelos princípios democráticos, realça a nota.

Pugnará ainda pelo respeito dos direitos humanos e do estado de direito, o respeito pela integridade territorial, promoção da paz e da segurança internacionais, a resolução pacífica de conflitos, assim como a observância do preceituado no Acto Constitutivo da União Africana. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.