InicioCriminalidade e SegurançaHuíla: PN detém 40 consumidores e traficantes de drogas

Huíla: PN detém 40 consumidores e traficantes de drogas

Lubango, 26/06 – A direcção provincial da Huíla da policia de investigação criminal (DPIC) deteve, nos primeiros três meses deste ano, 40 cidadãos nacionais que traficavam e consumiam drogas diversas, mais 33 casos em relação a igual período de 2013.

Huíla: superitendente, Abel Wayawa (Foto: José Krithinas)
Huíla: superitendente, Abel Wayawa (Foto: José Krithinas)

A informação foi hoje, quinta-feira, prestada à imprensa, na cidade do Lubango, pelo chefe de operações da referida direcção, superintendente Abel Wayaha, no âmbito do dia mundial de luta contra drogas, tendo realçado que foram apreendidos 200 quilogramas de Crack e 41 kg e 707 gramas de Cannabis (Liamba).

O superintendente adiantou, na ocasião, a apreensão de 19 plantas de Cannabis, tendo dito que as detenções recairam para cidadãos com idades entre 16 e 35 anos, residentes nos 14 municípios que compõe a província da Huíla.

Abel Wayaha explicou também que a policia de investigação criminal remeteu ao tribunal provincial da Huíla 22 processos crime, dos quais alguns casos foram já julgados e encaminhados para as unidades penitenciarias.

Segundo o oficial da DPIC, a droga que mais circula na província da Huíla é a Cannabis (Liamba), por se tratar de um produto que é produzido localmente.

Disse que o consumo de drogas por parte da juventude da Huíla tem estado a preocupar as autoridades policiais, uma vez que provocam graves consequências tanto ao indivíduo como à sociedade no geral.

Para conter este mal, Abel Wayaha informou que a policia de investigação criminal tem estado a realizar palestras de sensibilização nas instituições escolares e noutras, na perspectiva de chamar atenção aos jovens sobre os efeitos nocivos das drogas no ser humano.

O dia internacional de luta contra as drogas foi instituída pela Assembleia-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), com vista a ajudar e sensibilizar as pessoas a tomarem consciência dos efeitos nocivos do consumo destes produtos. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.