InicioAngolaPaíses africanos lusófonos querem lançar Fórum PALOP numa cimeira em Cabo Verde

Países africanos lusófonos querem lançar Fórum PALOP numa cimeira em Cabo Verde

(Corbis)
(Corbis)

Cabo Verde vai acolher, antes da Cimeira da CPLP em Díli, a 23 de julho, uma reunião ao mais alto nível dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), destinada a relançar a cooperação entre os cinco.

A informação é avançada hoje na edição ‘online’ do jornal cabo-verdiano A Semana que, citando o ministro das Relações Exteriores (MIREX) de Cabo Verde, Jorge Borges, lembra que a instituição, criada há cerca de quatro décadas, tem em análise desde janeiro deste ano um novo estatuto jurídico internacional.

O estatuto foi apresentado em Adis Abeba, Etiópia, à margem da cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA), visando dar “força jurídica” para que se possa institucionalizar o Fórum PALOP, congregando Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

“O Fórum terá de nascer numa cimeira de chefes de Estado dos PALOP. É nesta base que estamos a trabalhar. Vamos ver se conseguimos realizar a reunião antes da Cimeira da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa)”, ressalvou Jorge Borges, que se encontra em Malabo a participar na Cimeira da União Africana.

Cabo Verde, segundo Jorge Borges, vai assegurar a presidência do Fórum no primeiro mandato da nova organização, tendo como estratégia dar “maior visibilidade internacional” ao também conhecido por “Grupo dos Cinco”, que tem limitado a sua atuação a pouco mais de que um espaço de concertação e diálogo político-diplomático.

Tendo em conta as novas dinâmicas de cooperação para o desenvolvimento, acrescentou o chefe da diplomacia cabo-verdiana, a ideia é alargar as relações políticas entre os “Cinco”, “que atravessam um excelente momento”, a apostas nas áreas empresarial e da cultura.

A 02 de maio último, a ministra dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades de São Tomé e Príncipe, Natália Umbelina Neto, indicou que a Cidade da Praia iria ser palco, este mês, de uma reunião de chefes de Estado do “Grupo dos Cinco”, com o objetivo de relançar a instituição.

Na ocasião, Umbelina Neto salientou que o “Grupo dos Cinco”, que passará a denominar-se “Fórum PALOP”, “nunca será um embaraço para a CPLP”, mas sim “um elemento de complementaridade para a fortalecer”.

A data da reunião está ainda por fixar, podendo acontecer ou ainda este mês ou na primeira quinzena de julho, dependendo das agendas dos presidentes angolano, José Eduardo dos Santos, cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, guineense, José Mário Vaz (empossado segunda-feira), moçambicano, Armando Guebuza, e são-tomense, Manuel Pinto da Costa.  (ionline.pt)

por Lusa

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.