- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Presidente alemão chega hoje a Lisboa. Objectivo: fazer negócios

Presidente alemão chega hoje a Lisboa. Objectivo: fazer negócios

(Thomas Peter- Reuters)
(Thomas Peter- Reuters)

Até 4.ª feira Gauck estará em Portugal com uma comitiva de empresários alemães para mostrar que este é um país onde vale a pena investir

A Alemanha quer fazer negócios com Portugal. É esta a mensagem que o presidente da República Federal da Alemanha, Joachim Gauck, traz na bagagem e pretende fazer passar ao longo destes três dias de visita oficial ao país, a convite do presidente Cavaco Silva.

Da agenda faz parte, além da reunião com Cavaco, o encerramento oficial da conferência dos 60 anos da Câmara de Comércio Luso-Alemã, um encontro com a presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, e uma visita à Autoeuropa, em Palmela.

O presidente alemão não vem sozinho e traz consigo uma delegação que inclui membros do governo, deputados e empresários. Muito mais do que uma visita política, está é uma visita que pretende mostrar aos dois países que, apesar das diferenças, é possível estabelecer formas de cooperação e aproveitar o que um e outro têm de melhor.

A Alemanha tem empresas fortes e dinheiro, Portugal tem mão-de-obra qualificada, empresas a precisar de investimento e um bom clima para negócios.

Os responsáveis pela diplomacia acreditam que as relações económicas entre Portugal e a Alemanha podem vir a estreitar-se ainda mais e confirmam que há empesas alemãs interessadas em investir no país.

O investimento directo alemão em Portugal é actualmente de 3,5 mil milhões de euros, mas a tendência é para aumentar. Existem em Portugal cerca de 450 empresas alemãs que, no seu conjunto, empregam perto de 60 mil trabalhadores.

Segundo as estatísticas há 130 mil portugueses a viver na Alemanha e perto de 30 mil alemães em Portugal. Alguns responsáveis consideram que esta pode também ser uma forma de trazer de volta para Portugal alguma mão-de-obra qualificada que foi obrigada a sair do país por falta de alternativas.

Nos quatro primeiros meses do ano, Portugal importou da Alemanha bens e serviços no valor de 2,467 mil milhões de euros e exportou 1,919 mil milhões, reduzindo o fosso da balança comercial.

Investimento A comitiva que acompanha o presidente entre hoje e quarta-feira integra, por exemplo, o CEO da Braun, líder mundial nos cuidados de saúde. A empresa, que factura mais de 5 mil milhões a nível mundial e teve lucros de 315 milhões em 2013, está presente em Portugal, Barcarena, desde 1985, onde emprega 140 trabalhadores.

O presidente da Braun, Ludwig Braun, é também presidente honorário do DIHK, a confederação alemã das câmaras de comércio e indústria. Esta é uma associação de cúpula: todas as actividades de comércio e indústria na Alemanha, com excepção de empresas de artesanato, profissionais liberais e agricultores, são obrigadas por lei a estar registadas numa câmara de comércio local. Ou seja, a DIHK tem 3,6 milhões de empesas associadas, o que lhe concede uma considerável influência política.

Presente estará também o presidente da BTW, Michael Frenzel. A Confederação Alemã da Indústria de Turismo representa 40 das maiores empresas do sector na Alemanha, da hotelaria às agências de viagens, passando pelos caminhos-de-ferro. Na Alemanha, o sector representa três milhões de postos de trabalho e 4,4% do VAB. Em Portugal representa 8% do PIB. No ano passado, o turismo alemão no país cresceu 12%.

Outro nome incontornável é o do accionista maioritário da Leica, Andreas Kaufmann. A Leica Camera é foi fundada em 1849, com sede em Wetzlar, na Alemanha. Em Portugal tem a sua produção em Famalicão, onde inaugurou no ano passado uma unidade fabril, que corresponde a um investimento de 22,5 milhões de euros.

Em Portugal, a empresa, com 707 trabalhadores, teve um volume de negócios de 39,7 milhões de euros no ano passado e um volume total de vendas de aproximadamente 51 milhões, um crescimento de 28% comparativamente com 2012.

A Alemanha continua a ser o principal destino da produção portuguesa (aparelhos ópticos e de precisão), representando 97% do total de vendas. A nível mundial, a Leica registou em 2013 um volume de negócios 321,1 milhões de euros e emprega 1340 colaboradores.

Na delegação de empresários virá também Stefan Oschmanno, administrador da Merck, empresa líder na área farmacêutica e de químicos, focada em produtos de alta tecnologia.

O grupo, presente em 66 países e com perto de 38 mil tranalhadores, teve receitas totais de 11,095 mil milhões de euros em 2013, com vendas de 10,700 mil milhões de euros.

Em Portugal, a Merck tem desenvolvido actividades desde 1934 e opera nas áreas química e farmacêutica, com grande expressão na área de cooperação e investigação, da responsabilidade de Stefan Oschmann.

A empresa, que desenvolve projectos importantes na área da responsabilidade social – “Esperança de Vida”, baseado no apoio às ciências e às artes -, empega 160 trabalhadores.

A Würth é uma empresa familiar, fundada em 1945 por Adolf Würth na Alemanha em Künzelsau. O Grupo Würth é líder a nível mundial no fornecimento de sistemas de montagem e materiais de fixação, com uma ampla gama de mais de 100.000 produtos, especialmente desenvolvidos para satisfazer as exigências dos profissionais da construção, indústria, metalomecânica e ramo automóvel. Com representações em 84 países e com mais de 400 empresas, é uma multinacional líder no mercado na área de grossistas de materiais de fixação e montagem profissional.

Não menos importante, Reinhold Würth, presidente do conselho da Fundação do Grupo Würth. O grupo representou um volume de vendas de 9,75 mil milhões de euros no ano passado e emprega 63 mil colaboradores no mundo. A Würth Portugal foi fundada por Reinhold Würth e José Carlos Viana, em 1974. Tem 600 trabalhadores e uma facturação de 47 milhões de euros em 2012. (ionline.pt)

por Isabel Tavares

- Publicidade -
- Publicidade -

Ministra de Estado avalia projectos paralisados

A ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, avaliou, ontem o grau de execução física de alguns projectos de impacto social no Huambo,...
- Publicidade -

Tribunal absolve activistas detidos no Uíge que acusam a polícia de tortura

Um deles conta que agentes da polícia fracturam-lhe a perna e o braço numa cela do tribunal Os três membros do projecto político CRENTES-PJ, liderado...

Parlamento anula transferência de 476 milhões do Fundo de Resolução para Novo Banco

Proposta do BE foi aprovada com votos a favor do PSD, PCP e PAN. O PS acusou já de madrugada o PSD de “irresponsabilidade...

Euclides da Lomba no “Conversas Acústicas”

O músico Euclides da Lomba é o convidado do programa Conversas Acústicas, a decorrer domingo, no Espaço Luanda. O evento consiste em noites multiculturais de...

Notícias relacionadas

Ministra de Estado avalia projectos paralisados

A ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, avaliou, ontem o grau de execução física de alguns projectos de impacto social no Huambo,...

Tribunal absolve activistas detidos no Uíge que acusam a polícia de tortura

Um deles conta que agentes da polícia fracturam-lhe a perna e o braço numa cela do tribunal Os três membros do projecto político CRENTES-PJ, liderado...

Parlamento anula transferência de 476 milhões do Fundo de Resolução para Novo Banco

Proposta do BE foi aprovada com votos a favor do PSD, PCP e PAN. O PS acusou já de madrugada o PSD de “irresponsabilidade...

Euclides da Lomba no “Conversas Acústicas”

O músico Euclides da Lomba é o convidado do programa Conversas Acústicas, a decorrer domingo, no Espaço Luanda. O evento consiste em noites multiculturais de...

PF investiga crimes na Petrobras em nova fase de Lava Jato

Autoridades cumprem dois mandados de busca e apreensão em Angra dos Reis e Aruruama, ambas cidades do Rio de Janeiro A PF deflagrou na última...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.