- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Cavaco considera "inexplicável" ausência de acordo entre os partidos

Cavaco considera “inexplicável” ausência de acordo entre os partidos

(Ricardo Meireles)
(Ricardo Meireles)

Presidente da República lamenta que interesses “particulares” dos partidos travem entendimentos

Foi há quase um ano que o Presidente da República conseguiu sentar PSD, CDS e PS à mesma mesa para tentarem alcançar um compromisso de salvação nacional, mas Cavaco Silva não se conforma com o insucesso das negociações. Ontem, o Presidente considerou “inexplicável” que “à última hora não se tivesse alcançado um acordo”.

Os três partidos realizaram, nessa altura, nove reuniões – até António José Seguro romper o diálogo. Belém guarda a frustração por ter visto o acordo quase concretizado e, a certa altura, o ambiente ter-se alterado ao ponto de não haver qualquer entendimento. Ao falhanço nas negociações não foram indiferentes as pressões de socialistas de peso como Mário Soares ou Manuel Alegre.

“O país estaria diferente, o país estaria melhor”, disse o Presidente da República, que dificilmente encontrará condições para voltar a sentar os partidos à mesa das negociações. O motivo que levou Belém, em Julho de 2013, a forçar as negociações entre os partidos foi a crise política provocada pela demissão de Paulo Portas.

Sem tomar nenhuma iniciativa concreta, Cavaco Silva insiste num entendimento entre os partidos e garante que não se vai resignar. Aos responsáveis políticos, o Presidente deixou mais um recado: “É difícil mudar as atitudes dos partidos (…) Parecem existir interesses particulares que se sobrepõem aos interesses nacionais. Nós não devemos aceitar esta situação, eu não vou resignar-me.”

A verdade é que os calendários estão cada vez mais apertados para um acordo entre os partidos. O PS dificilmente poderá negociar qualquer entendimento antes de resolver a disputa pela liderança, que poderá prolongar-se até Outubro ou Novembro. O ciclo eleitoral também não ajuda. As eleições legislativas deverão, se os calendários normais forem cumpridos, realizar-se em Setembro ou Outubro de 2015, e logo a seguir são as presidenciais. Apesar disso, o chefe de Estado apela para que as “idiossincrasias partidárias sejam rogadas para segundo plano”.

Cavaco desdramatizou o pedido do primeiro-ministro para que Belém enviasse para o Tribunal Constitucional algumas medidas com implicações na despesa do Estado. O Presidente da República recordou que ele próprio, quando era primeiro-ministro, pediu “ao presidente de então que, para evitar dúvidas, enviasse um certo diploma para o TC”.

A possibilidade de mais chumbos preocupa o governo. Luís Montenegro, líder parlamentar do PSD, admitiu mesmo, em entrevista ao “Sol”, que, se houver mais chumbos do TC, pode criar-se uma situação de “ingovernabilidade”. No PSD, ninguém quer falar, porém, na possibilidade de eleições antecipadas, embora alguns sociais- -democratas admitam que esse cenário seria favorável ao partido. (ionline.pt)

por Luís Claro

- Publicidade -
- Publicidade -

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...
- Publicidade -

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...

Inocêncio de Matos, morto na manifestação do dia 11 de Novembro, vai hoje a enterrar

Passados 18 dias após a morte de Inocêncio Matos, finalmente será realizado o enterro. A família diz estar ultrapassado o diferendo que os opunha...

Notícias relacionadas

Reações.Violência policial na França: a imprensa estrangeira em choque

Deriva autoritária? Caso George Floyd ao estilo francês? Após a divulgação de imagens da agressão a um produtor negro pela polícia e enquanto uma...

Falta de comida leva ursos a atacar túmulos na Rússia

Animais procuraram forma de sobreviver à fome O comportamento incomum dos animais foi observado em mais do que uma cidade, mas foi o município russo...

LIMA tem nova líder no Bengo

A nova presidente provincial do Bengo da Liga da Mulher Angolana (LIMA), Ana Paula Afonso, foi investida, ontem, em Caxito, substituindo Ana José Chumbo. A...

Inocêncio de Matos, morto na manifestação do dia 11 de Novembro, vai hoje a enterrar

Passados 18 dias após a morte de Inocêncio Matos, finalmente será realizado o enterro. A família diz estar ultrapassado o diferendo que os opunha...

Rafael Marques defende informação transparente sobre capitais recuperados

O jornalista Rafael Marques, que durante os últimos anos denunciou actos de corrupção e desvios de fundos públicos, defendeu, ontem, na cidade do Lubango,...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.