InicioAngolaCemitério do Benfica reabre em Julho deste ano

Cemitério do Benfica reabre em Julho deste ano

O cemitério municipal do Benfica deve entrar em funcionamento na primeira quinzena do próximo mês de Julho, com dois períodos para realizações de funerais

Cemitério do Benfíca em fase final (Foto: Joaquina Bento)
Cemitério do Benfíca em fase final (Foto: Joaquina Bento)

O cemitério localizado no município de Belas, em Luanda, beneficiou de obras de reabilitação avaliadas em 700 milhões de kwanzas, desde 2011.

Em declaração à imprensa o chefe de departamento dos cemitérios e morgues do Governo Provincial de Luanda, Filipe Mahapy , disse estar concluída 95 por cento das obras da primeira fase  numa área de  300 mil  metros quadrados, dos 11 hectares que comportam o terreno.

Segundo o responsável, com a conclusão do maior cemitério de luanda, pretende-se diminuir o número de funerais que são realizados nos outros municípios.

Filipe Mahapy disse que o local tem capacidade para funcionar durante cinco anos, sem interrupção, realizando todos os funerais da província de Luanda.

O policiamento no local, de maneira a serem evitados casos de vandalismo e outras acções irregulares, como a venda ambulante foram garantidos pelo responsável.

Por seu turno o director das obras públicas e infraestruturas, Torres Bunga, informou que foi feita toda compactação dos solos, estando em curso a execução dos arruamentos e vias de circulação.

Nesta altura, referiu o responsável, esta ser feita limpeza dos quadros, acabamentos na capela, aquisição do material e aberturas de sepulturas.

Garantiu que a obra possui um  padrão que correspondem  as normas exigidas na construção de um cemitério,  onde são inseridas as áreas administrativas , zonas de apoio, banheiros, água e luz. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.