InicioAngolaUE diz que revenda do gás russo à Ucrânia é legal após...

UE diz que revenda do gás russo à Ucrânia é legal após queixas da Gazprom

(Alexander Demianchuk- Reuters)
(Alexander Demianchuk- Reuters)

Trânsito para a UE “inalterado”, diz estatal energética russa

A União Europeia (UE) declarou ontem que considera legal revender à Ucrânia o gás natural que o bloco compra à Rússia, para contornar o corte de abastecimento que a estatal energética russa impôs a Kiev na segunda-feira até que salde a dívida de 4,4 mil milhões de dólares.

“A opção de inverter o fluxo é perfeitamente legal”, declarou Sabine Berger, porta-voz do comissário europeu para a Energia, Gunther Oettinger. “Actualmente a Ucrânia pode comprar gás à Hungria e à Polónia e também poderá com a Eslováquia.”

A possibilidade de inverter o fluxo de gás foi desenvolvida pela UE “desde a última crise [do gás entre a Rússia e a Ucrânia] de 2009”, acrescentou Oettinger, explicando que tal opção “permite aos Estados-membros ajudar [Kiev] se for necessário”.

Numa conferência de imprensa em Bruxelas, Oettinger disse ainda que está a trabalhar para resolver a disputa do gás entre Kiev e Moscovo rapidamente. O comissário quer juntar os dois lados antes de Julho, mas diz que a ofensiva militar no Leste que tem vitimado centenas de civis está a dificultar a tarefa.

As declarações da Comissão Europeia surgem após Alexei Miller, presidente da Gazprom, ter dito que as empresas energéticas europeias “não têm direito” de reverter o fluxo do gás.

Ontem Miller garantiu que a explosão do principal gasoduto de transporte da matéria-prima para a Europa não alterou o trânsito para os estados-membros. Cerca de 15% do gás consumido pelo bloco europeu é transportado para os seus destinos finais através da Ucrânia.

O dirigente da estatal russa que detém o monopólio do gás, do qual Kiev depende em larga escala, acusa as autoridades ucranianas de desleixo, que levou à explosão do gasoduto. (ionline.pt)

por Joana Azevedo Viana

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.