InicioAngolaExecutivo elogia iniciativas empresariais

Executivo elogia iniciativas empresariais

O Executivo tem políticas que visam encorajar as iniciativas empresariais que primem pela promoção da produção nacional, assegurou ontem, em Luanda, o ministro da Agricultura.

(Foto: Paulo Mulaza)
(Foto: Paulo Mulaza)

Afonso Canga teceu estas considerações depois de ter inaugurado a \”Avikuxi\”, uma iniciativa da fazenda \”Pérola do Kikuxi\”.

A Avikuxi, um centro de abate e transformação de aves, pretende oferecer produtos frescos para o consumo nacional, no âmbito do programa “Feito em Angola”.

“Esta fábrica representa um grande passo para o país, na medida em que contribui para o aumento da produção avícola\”, considerou o ministro, para quem essa iniciativa reduz a importação e mitiga os actuais níveis de procura. Garantiu que os técnicos do Ministério da Agricultura certificam e acompanham todo o processo de produção para que haja garantia de qualidade.

Afonso Canga incentivou  o surgimento de mais iniciativas dessas no país, mas disse ser fundamental que se consuma cada vez mais o que é nacional, o que é um dos grandes objectivos do Executivo. O próximo projecto, informou, é o do Lucala, no Cuanza Norte. “Os projectos multiplicam-se em todo o país. Mas precisamos de mais”, disse.

O ministro falou dos incentivos que o Executivo temoferecido em torno da necessidade de promover a produção nacional para contrariar a \”escalada de importações\”, tendo falado do projecto \”Angola Investe\” que, associado aos bancos nacionais, está na vanguarda dos financiamentos à promoção da produção nacional. Afonso Canga defendeu o aumento dos investimentos e a produção de milho para suportar a indústria avícola, numa altura em que, apesar do cíclico défice de oferta a que o mercado tem estado sujeito, o país regista um assinalável crescimento nesse segmento da produção.

Nos últimos anos, a produção de ovos passou de um milhão para 25 milhões de unidades por mês, uma produção que o ministro da Agricultura considera ainda insuficiente, face ao actual consumo que está na ordem dos 35 milhões.

Produção nacional

A fazenda Pérola do Kikuxi, que existe há 18 anos, abriu mais um dos seus segmentos de produção. Além da produção de ovos, a fazenda inaugurou ontem a Avikuxi, um centro de abate e transformação de aves, situado no Pólo Industrial da fazenda, em Viana. De capital nacional, a Avikuxi tem uma capacidade de produção instalada de 2.500 aves por hora.

Para suportar a produção de ovos e a criação de aves para  abate e transformação, a fazenda conta com uma fábrica de alimentos compostos para animais (Nutrimix).

“As condições estão criadas para a produção imediata”, assegurou a administradora da Pérola do Kikuxi, Elizabete Dias.

O novo centro, que tem como objectivo  estabelecer-se no panorama nacional, dentro de uma sustentabilidade certificada da sua capacidade produtiva, criou 53 postos de trabalho.

Veterinária vai ser reactivada

O secretário de Estado da Agricultura, José Amaro Tati, disse, em Cabinda, que os serviços de investigação veterinária e agronómica de Cabinda, que se encontram actualmente paralisados, vão merecer a atenção do Ministério, de modo a dinamizar as suas actividades.

José Amaro Tati, que foi a Cabinda com o propósito de efectuar um levantamento da situação, disse ter sido mandatado pelo ministro da Agricultura para constatar a implementação de projectos ligados ao fomento pecuário, agricultura, florestas e serviços veterinários e agronómicos na província.

O secretário de Estado da Agricultura disse ser imperioso iniciar-se a implementação dos projectos, para dinamizar os serviços de investigação veterinária e agronómica, para gerar receitas. \”Uma vez que já estão aprovados, é necessário que as estruturas entrem em funcionamento.\” (jornaldeangola.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.