InicioAngolaSecretário de Estado do Interior trabalha na província do Cunene

Secretário de Estado do Interior trabalha na província do Cunene

Uma delegação do Ministério do Interior (Minint), chefiada pelo secretário de Estado, Eugénio Laborinho, deslocou-se na manhã de hoje, terça-feira, à província do Cunene, para durante dois dias trabalhar na região, e entre outros assuntos participar da reinauguração da cadeia do Pepeu.

Eugénio Laborinho, secretário de estado do Interior (Foto: Antonio Escrivãoo)
Eugénio Laborinho, secretário de estado do Interior (Foto: Antonio Escrivãoo)

Em breves declarações à Angop no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o responsável fez saber, que a reinauguração deste estabelecimento prisional, enquadra-se no leque de actividades que o Ministério do Interior está a realizar, em todo o país, no âmbito das festividades do seu 35º aniversário que se assinala a 22 do corrente mês.

Segundo a fonte, a cadeia foi reformada e ampliada, para aumentar a capacidade e melhorar a  acomodação dos 1500 reclusos que estão detidos na nesta unidade penitenciária.

De acordo com o secretário de Estado, Eugénio Laborinho, estão criadas todas as condições para que os reclusos tenham melhores condições de acomodação e consequente melhoria nas suas actividades diárias, com destaque para os trabalhos que desenvolvem, enquanto detidos, nas áreas de cultivo, oficinas (carpintaria e serrelharia) e outros locais que fazem parte da cadeia.

O secretario de Estado do Interior fez-se acompanhar de quadros dos serviços prisionais, de infraestruturas e asseguramento técnico que tem haver com as obras, pessoal da área financeira e logística  para salvaguardar possíveis situações que possam surgir no local. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.