- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Governo queniano desmente implicação dos islamistas no duplo ataque por eles reivindicado...

Governo queniano desmente implicação dos islamistas no duplo ataque por eles reivindicado

Mpeketoni, – O governo queniano desmentiu nesta terça-feira a implicação dos shebab na vaga de ataques mortíferos ao longo da costa turistíca do país, acusando “as redes políticas locais”, malgrado as reivindicações dos islamistas somalís.

Uhuru Kenyatta, Presidente do Quénia (foto de arquivo) (Foto: Pedro Parente)
Uhuru Kenyatta, Presidente do Quénia (foto de arquivo) (Foto: Pedro Parente)

Em menos de 48 horas, dois ataques perpetrados na mesma zona – no sudeste do Quénia, à uma centena de quilómetros a sul da fronteira somalí – causaram pelo menos 64 mortos, todos quenianos, pondo um desafio maior às autoridades do país, cujas tropas combatem os shebab na Somália, integradas numa força da União Africana (Amisom).

Mas, o Presidente queniano Uhuru Kenyatta, num discurso à Nação, causou surpresa ao negar a implicação dos islamistas, acusando no seu lugar “as redes políticas locais” ligadas à “gangs criminosos” não especificados. Segundo ele, trata-se de “violências étnicas com motivações políticas”.

A última vaga de assassinatos no mesmo dia que foi reivindicada pelos shebab, ocorreu na noite de segunda para terça-feira, quando homens armados fizeram uma descida sobre a aldeia de Poromoko, causando 15 mortos, segundo fontes de segurança.

Segundo a polícia local, os assaltantes aparecem fazer parte do mesmo comando – 50 hemns fortemente armados – que já mataram domingo a noite 49 pessoas numa localidade próxima de Mpeketoni, alvo exclusivamente de homens de confessão cristã, segundo testemunhas.

Ligeramente descaído para o Oceano Indiano, Mpeketoni encontra-se a 30 quilómetros da cidade turística e histórica de Lamu, classificado como património mundial da Unesco.

Em Mpeketoni, onde numerosas casas destruídas domingo pelas chamas, a tensão continua alta.

“As pessoas diziam terminou ontem (segundo), mas quando tivemos as notícias esta manhã, o humor tornou-se sinistro”, disse David Njoroge, um pastor evangélico de 54 anos.

Segundo a Cruz vermelha queniana, “52 pessoas” estão a ser dados como desaparecidas após o duplo ataque, alguns provavelmente fugiram e outras fazem parte das vítimas.

A União Africana condenou “firmemente” o “massacre perpetrado pelos shebab”.

Esses islamistas, ligados à Al-Qaeda, dizem ter morto em Poromoko “20 pessoas”, reafirmando a sua responsabilidade após as declarações fracassantes do presidente Kenyatta. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Amor em tempos de cólera

Inspirados pela magia literária de Gabriel Garcia Marquez, acreditamos na nova aurora de liberdade proclamada em 2017 pelo Presidente João Lourenço, mas, três anos...
- Publicidade -

Exportações dão 11,14 mil milhões de dólares

As exportações somaram, nos sete primeiros meses deste ano, 11,14 mil milhões de dólares contra 20,68 mil milhões no mesmo período do ano anterior...

Inocêncio de Matos vai a enterrar sábado

O funeral de Inocêncio de Matos, o jovem manifestante morto no dia 11 de Novembro, em Luanda, vai ser finalmente realizado sábado, num dos...

“Beleza”, o angolano que mostra a arte da capoeira na África do Sul

Mário Lopes pratica a sua arte mesmo tempo de pandemia Na cidade sul-africana de Cape Town, Márcio Lopes, mais conhecido por Beleza, é um angolano...

Notícias relacionadas

Amor em tempos de cólera

Inspirados pela magia literária de Gabriel Garcia Marquez, acreditamos na nova aurora de liberdade proclamada em 2017 pelo Presidente João Lourenço, mas, três anos...

Exportações dão 11,14 mil milhões de dólares

As exportações somaram, nos sete primeiros meses deste ano, 11,14 mil milhões de dólares contra 20,68 mil milhões no mesmo período do ano anterior...

Inocêncio de Matos vai a enterrar sábado

O funeral de Inocêncio de Matos, o jovem manifestante morto no dia 11 de Novembro, em Luanda, vai ser finalmente realizado sábado, num dos...

“Beleza”, o angolano que mostra a arte da capoeira na África do Sul

Mário Lopes pratica a sua arte mesmo tempo de pandemia Na cidade sul-africana de Cape Town, Márcio Lopes, mais conhecido por Beleza, é um angolano...

Cabo Delgado: Surto de diarreia força milhares a abandonarem abrigo

Milhares de pessoas abandonaram os abrigos no campo de Nangua, após a eclosão de um surto de diarreia, que já fez cinco mortos, esta...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.