- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Comissão Nacional socialista em suspenso até ao final da semana

Comissão Nacional socialista em suspenso até ao final da semana

Por Susete Francisco e Rita Tavares (ionline.pt)
Por Susete Francisco e Rita Tavares (ionline.pt)

Presidente do partido decide “quinta ou sexta” se congresso extraordinário entra na ordem de trabalhos

A ordem de trabalhos da Comissão Nacional do PS do próximo domingo só vai ficar definida no final da semana. Só nessa altura se saberá se haverá lugar à discussão do ponto suscitado pelos apoiantes de António Costa – a convocação de um congresso nacional extraordinário, precedido de eleições directas.

Ao i, a presidente do PS, Maria de Belém Roseira, disse ontem que está a analisar o parecer da Comissão Nacional de Jurisdição (CNJ)do partido. Fazendo questão de sublinhar que “um parecer não é uma decisão”, a também deputada sublinhou que a definição final da ordem de trabalhos dependerá da análise que fizer nos próximos dias ao documento da CNJ. Uma deliberação que não estará concluída “antes de quinta ou sexta-feira”.

Em cima da mesa estão três hipóteses: manter o que está, passando ao lado do parecer, o que parece pouco provável. Manter a discussão sobre o congresso extraordinário, mas retirando-lhe a capacidade electiva. Ou simplesmente, retirar o assunto da ordem de trabalhos. Em causa está o primeiro ponto da agenda da Comissão Política de domingo, que estabelece a “apreciação e deliberação” do “procedimento de convocação de congresso nacional extraordinário do PS, antecedido de eleições directas para secretário-geral”. Um ponto que resulta do requerimento apresentado pelos apoiantes de António Costa na última Comissão Nacional do partido, a 31 de Maio. depois de terem visto recusada a proposta para debater o tema logo naquele dia.

Este ponto suscitou, no entanto, dúvidas a Maria de Belém Roseira que, como o i avançou, pediu um parecer à Jurisdição, “por ter dúvidas em relação à conformidade estatutária deste ponto da ordem de trabalhos”. A presidente socialista explicou então que, tendo o PS um secretário-geral em funções, poderia “não haver objecto para o pedido” de um congresso extraordinário antecedido de eleições internas.

O parecer do CNJ terá dado razão à dúvida suscitada por Maria de Belém Roseira. O parecer veio a concluir, segundo avançou o jornal online “Observador”, que um congresso extraordinário não é electivo. Uma conclusão que vai ao encontro da posição que tem vindo a ser defendida pela direcção de António José Seguro – a liderança do partido não pode ser posta em causa num congresso extraordinário. Ou seja, um secretário-geral (não se demitindo) só pode ser desafiado em eleições directas no tempo regulamentar, ou seja, de quatro em quatro anos.

O conteúdo do parecer da Comissão de Jurisdição, nomeadamente quanto à argumentação que sustenta aquela conclusão, não é ainda conhecido. Até ontem o parecer não tinha ainda sido distribuído, nem aos autores do requerimento que pede um congresso extraordinário, nem à direcção do partido.

Além deste ponto, a reunião da Comissão Nacional de domingo, que terá lugar em Ermesinde, tem outro ponto polémico na agenda – neste caso por proposta do Secretariado Nacional do partido, que vai propor o calendário e regulamento para eleições nas federações distritais. (ionline.pt)

por Susete Francisco e Rita Tavares

- Publicidade -
- Publicidade -

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus desafios, diz Calton Cadeado

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus atuais desafios, mas o conceito deve ser actualizado, diz o académico moçambicano Calton Cadeado. Nesta...
- Publicidade -

Juiz Eugénio Domingos foi a enterrar

Os restos mortais do juiz presidente do Tribunal da Comarca de Mbanza Kongo, Zaire, Eugénio Domingos, foram, ontem, a enterrar no cemitério municipal, na...

EUA e Angola: Juntos, com resiliência e impacto sustentado, podemos controlar o SIDA

Todos os anos, no Dia Mundial de Luta contra o SIDA, pessoas em todo o mundo unem-se para demonstrar o seu apoio às pessoas...

Vítimas dos conflitos políticos: Conservatórias já podem emitir certidões de óbito

As Conservatóriasdo Registo Civil e Conservatórias dos Registos que tratam de questões do registo civil e Lojas dos Registos foram orientadas a receber e...

Notícias relacionadas

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus desafios, diz Calton Cadeado

A “Unidade Nacional” pode ajudar Moçambique a ultrapassar os seus atuais desafios, mas o conceito deve ser actualizado, diz o académico moçambicano Calton Cadeado. Nesta...

Juiz Eugénio Domingos foi a enterrar

Os restos mortais do juiz presidente do Tribunal da Comarca de Mbanza Kongo, Zaire, Eugénio Domingos, foram, ontem, a enterrar no cemitério municipal, na...

EUA e Angola: Juntos, com resiliência e impacto sustentado, podemos controlar o SIDA

Todos os anos, no Dia Mundial de Luta contra o SIDA, pessoas em todo o mundo unem-se para demonstrar o seu apoio às pessoas...

Vítimas dos conflitos políticos: Conservatórias já podem emitir certidões de óbito

As Conservatóriasdo Registo Civil e Conservatórias dos Registos que tratam de questões do registo civil e Lojas dos Registos foram orientadas a receber e...

Executivo conta com a parceria das igrejas

O Presidente da República, João Lourenço, reuniu ontem com os líderes das principais igrejas em Angola para analisar a situação económica e social do...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.