- Publicidade-
InicioEconomiaMota-Engil pede admissão para dispersar ações da holding para África

Mota-Engil pede admissão para dispersar ações da holding para África

(ionline.pt)
(ionline.pt)

A construtora portuguesa Mota-Engil vai pedir admissão na Bolsa de Londres das ações que pretende dispersar da sua holding para África e que representam 20% da empresa.

Em comunicado divulgado hoje, a Mota-Engil adianta que a operação compreende duas ofertas – uma preferencial e outra institucional -, sublinhando que ainda espera pelas autorizações regulamentares, “incluindo, em particular, a aprovação do respetivo prospeto pelo regulador holandês (Stichting Autoriteit Financiële Markten ou “AFM”) e o procedimento “passaporte” para o Reino Unido e para Portugal”.

A dispersão numa Bolsa europeia de parte da sociedade Mota-Engil África foi aprovada pelos acionistas em assembleia-geral realizada em dezembro.

De acordo com a informação avançada pela construtora, a oferta preferencial é destinada à subscrição prioritária por investidores que estejam registados como titulares de ações ordinárias da Mota-Engil no dia 20 de junho e a quem a oferta preferencial possa ser feita.

A empresa recorda que terça-feira é o último dia para comprar ações da Mota-Engil SGPS na Euronext Lisbon de modo a participar na oferta preferencial.

No âmbito da oferta institucional, a construtora vai alienar ações ordinárias da holding para África a investidores qualificados em Portugal e em outras jurisdições, além de novas ações que não sejam subscritas na oferta preferencial. (oje.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.