- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ministérios Ministério da Saúde Ministro da Saúde destaca intervenção cubana

Ministro da Saúde destaca intervenção cubana

Havana – O ministro angolano da Saúde, José Van-Dúnem, destacou hoje, segunda-feira, em Havana, as intervenções que têm sido realizadas em Angola com o apoio da cooperação cubana.

José Van-Dunem - Ministro da Saúde (ANGOP)
José Van-Dunem – Ministro da Saúde (ANGOP)

Em declarações à Angop e RNA, na capital cubana, José Van-Dúnem, integrante da delegação do Presidente José Eduardo dos Santos, que visitará Cuba, esta semana, referiu-se à existência em Angola de perto de 1800 cubanos a trabalhar no sector da saúde.

Realçou, como intervenções visíveis, a actividade do Instituto Oftamológico de Benguela e o programa de luta Anti-vectorial para a diminuição da transmissão do paludismo e da dengue.

Outro programa de extrema visibilidade, acrescentou, é a municipalização dos serviços de saúde, em que em 70 municípios do país foram montados um trio que consiste em um médico de medicina geral integral, um especialista de estatística e um licenciado em enfermagem.

Este programa visa permitir que a informação chegue em tempo oportuno para a tomada de decisões ao nível superior e trabalhar com as enfermeiras locais do ponto de vista da formação e generalização das boas práticas.

Tudo isso tem contribuído para a melhoria dos níveis da atenção primária, nomeadamente a prevenção do paludismo e as coberturas vacinais – sublinhou.

Deu a conhecer que existem equipas cubanas que estão a apoiar os hospitais municipais de Cacuaco, Sambizanga, Barra do Dande e Camabatela, entre outros.

Segundo referenciou José Van-Dúnem, outro aspecto está ligado à formação de parteiras, dada a necessidade de se reduzir a mortalidade materno-infantil. Para o efeito existem 17 profissionais cubanos.

No âmbito da visita presidencial, esta semana, o ministro da Saúde admite a possibilidade de identificação de novas áreas, tendo em conta o potencial cubano e o facto de Angola encontrar-se num processo de desenvolvimento acelerado e crescente.

Os dois países mantêm relações desde Novembro de 1975. O primeiro convênio de cooperação remonta a Fevereiro de 1976 e versou o sector da saúde. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Economista Yuri Quixina alvo de assalto à mão armada

O economista e docente universitário Yuri Quixina anunciou na sua página do twitter ter sido hoje, alvo de um assalto à mão armada, quando...
- Publicidade -

Imunidades de Manuel Vicente vão ser reavaliadas pela PGR

As imunidades que protegem o ex-vice-Presidente angolano, Manuel Vicente, de processos judiciais vão ser reavaliadas pela Procuradoria-Geral da República de Angola, avançou à Lusa...

Cantora gospel é agredida pelo marido em pleno shopping no Rio de Janeiro

O cantor gospel Juninho Black publicou em sua conta do Instagram um vídeo onde mostra sua irmã, a cantora Quesia Freitas, sendo agredida pelo...

Crédito avaliado em 272,7milhões

O crédito registado no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal está, até ao momento, avaliado em 272,7 milhões de kwanzas, segundo dados...

Notícias relacionadas

Economista Yuri Quixina alvo de assalto à mão armada

O economista e docente universitário Yuri Quixina anunciou na sua página do twitter ter sido hoje, alvo de um assalto à mão armada, quando...

Imunidades de Manuel Vicente vão ser reavaliadas pela PGR

As imunidades que protegem o ex-vice-Presidente angolano, Manuel Vicente, de processos judiciais vão ser reavaliadas pela Procuradoria-Geral da República de Angola, avançou à Lusa...

Cantora gospel é agredida pelo marido em pleno shopping no Rio de Janeiro

O cantor gospel Juninho Black publicou em sua conta do Instagram um vídeo onde mostra sua irmã, a cantora Quesia Freitas, sendo agredida pelo...

Crédito avaliado em 272,7milhões

O crédito registado no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal está, até ao momento, avaliado em 272,7 milhões de kwanzas, segundo dados...

Zona Económica Especial: Privatizações mantêm os postos de trabalho

Os empregos dos colaboradores das empresas em processo de privatização na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda - Bengo estão salvaguardados mesmo depois dos activos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.