InicioMundoÁfricaAmnistia Internacional denuncia tortura na Tunísia

Amnistia Internacional denuncia tortura na Tunísia

(D.R)
(D.R)

A tortura persiste na Tunísia, mesmo depois da revolução, denunciou o diretor da Amnistia Internacional neste país, Lotfi Azzouz, à margem dum colóquio sobre o tema “Continuação do Processo de Luta contra a Tortura”.

Ele acrescentou que a sua organização de defesa dos direitos humanos informou o Governo tunisino que dispunha de dossiers em relação a tais violações, mas que ele nunca buscou saber mais sobre estes dossiers.

No total, 200 dossiers estão entre as mãos da justiça tunisina, mas esta nunca abordou estes dossiers, deplorou, acrescentando que os serviços de segurança e da justiça eram responsáveis por estas violações dos direitos humanos.

Azzouz deplorou a ausência de reformas que garantam a independência da justiça e a melhoria dos serviços de segurança.

Por seu turno, o conselheiro jurídico da organização mundial de luta contra a tortura, Halim al-Muadab, sublinhou a importância da independência dos membros da autoridade “Verdade e Dignidade” para o êxito da sua missão na justiça de transição. (panapress.com)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.