Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Itália: Escândalo de corrupção “afunda” câmara de Veneza

(EURONEWS)
(EURONEWS)
(EURONEWS)

O presidente da câmara de Veneza não consegue escapar à enxurrada. Giorgio Orsoni apresentou demissão, esta sexta-feira, após ser acusado de corrupção, ligada ao projeto colossal de construção de uma barreira de marés.

O político do Partido Democrático do primeiro-ministro Matteo Renzi, tinha sido libertado na quinta-feira da prisão domiciliária depois de ter reconhecido as acusações.

Condenado a quatro meses de prisão e a uma multa de 15 mil euros, Orsoni afirmara que não pretendia abandonar o cargo, tendo acabado por ceder à pressão do seu próprio partido.

“Termino este mandato com uma amargura profunda. Sempre defendi os intresses desta cidade e dos seus cidadãos”, afirmou Orsoni.

A saída do político abre caminho à convocação de eleições antecipadas.

Orsoni é acusado de receber cerca de 560 mil euros em comissões ilegais por parte do consórcio responsável pelo chamado projeto Moisés, um conjunto de 70 barreiras móveis destinadas a proteger a cidade das marés altas.

Um projeto faraónico que se arrasta há 10 anos e cujo custo supera já os 5 mil milhões euros.

A polícia prossegue as investigações quando mais de 30 personalidades políticas de todos os partidos italianos foram já alvo de mandados de captura e dezenas continuam a ser interrogadas. (euronews.com)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »