- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Músico Prado Paim necessita de apoios para continuar a gravar

Músico Prado Paim necessita de apoios para continuar a gravar

O cantor angolano Prado Paím garantiu hoje, em Luanda, que possui muitas composições musicais, faltando apenas patrocínios para gravação das mesmas.

Músico angolano Prado Paím (Foto: Vieira Aspirante)
Músico angolano Prado Paím (Foto: Vieira Aspirante)

Prado Paím, que falava à Angop, referiu que, caso haja apoios, vai poder continuar a apresentar as suas várias composições, numa linha melódica onde se ressalta a utilização do ritmo semba e a  língua  nacional kimbundu.

O músico, que lamenta o facto de não ser convidado para actuar em muitos espectáculos que se realizam na província de Luanda e outros pontos do país, diz que está em condições de apresentar um trabalho de qualidade aos fãs.

O autor de grandes sucessos como “Kusambela Nzambi, “Engrácia, “ Nzenza “  e “ Bartolomeu “, aproveitou a ocasião para mostrar a sua indignação sobre a atitude de muitos artistas, principalmente  os jovens, que  utilizam  as músicas de outros criadores sem consentimento.

“ Este tipo de comportamento constitui um desrespeito total aos autores, que fazem muito esforço para engrandecerem a cultura nacional. Peço  aos jovens que contactem os autores para que sejam autorizados ou não a usar as músicas“, salientou.

Prado Paím foi homenageado recentemente  no  Centro Cultural Kilamba, em Luanda,  pelo contributo prestado à cultura nacional, em particular a música.

Com 67 anos, foi o primeiro músico angolano a conquistar um disco de ouro, em 1974, marcando o momento mais alto da sua carreira, com a venda de 15 mil cópias, secundado por Alberto Teta Lando, com sete mil e Carlos Lamartine com quatro mil.

O cantor teve o seu primeiro contacto com um instrumento musical, o reco reco, em 1947.

Após a composição das suas primeiras canções, Prado Paím sobe ao palco, pela primeira vez, em 1967, aquando da realização do programa “Kutonoca”, no bairro Prenda, em Luanda, que tinha como objectivo a descoberta e reconhecimento de novos valores.

Prado Paím lançou o seu primeiro disco em 1974, pela gravadora Valentim de Carvalho, com o suporte musical dos Merengues. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Rafael Marques diz que activistas devem estar mais bem preparados para encontros com PR

O presidente de direcção do Centro de Estudos para Boa Governação UFOLO, jornalista Rafael Marques Morais, defende a necessidade imperiosa de os activistas poderem...
- Publicidade -

ANPG cedeu blocos petrolíferos da Bacia do Namibe

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) anunciou, hoje, ter concluído a negociação directa (uma das modalidades contratuais de atribuição de poços)...

Adriano Nuvunga: “A descentralização está adiada em Mocambique”

A descentralização em Moçambique é um fator de desenvolvimento e coesão da unidade nacional, apesar de alguns aspetos que impedem a sua aplicação efetiva,...

Parceria entre Ministérios e Huawei promove o desenvolvimento de talentos TIC em Angola

A Huawei, em parceria com o Ministério do Ensino Superior, Ciência e ciência tecnologias de inovação e o Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação...

Notícias relacionadas

Rafael Marques diz que activistas devem estar mais bem preparados para encontros com PR

O presidente de direcção do Centro de Estudos para Boa Governação UFOLO, jornalista Rafael Marques Morais, defende a necessidade imperiosa de os activistas poderem...

ANPG cedeu blocos petrolíferos da Bacia do Namibe

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) anunciou, hoje, ter concluído a negociação directa (uma das modalidades contratuais de atribuição de poços)...

Adriano Nuvunga: “A descentralização está adiada em Mocambique”

A descentralização em Moçambique é um fator de desenvolvimento e coesão da unidade nacional, apesar de alguns aspetos que impedem a sua aplicação efetiva,...

Parceria entre Ministérios e Huawei promove o desenvolvimento de talentos TIC em Angola

A Huawei, em parceria com o Ministério do Ensino Superior, Ciência e ciência tecnologias de inovação e o Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação...

São Tomé e Príncipe: Grupo de cidadãos questiona projeto de lei eleitoral

Em São Tomé e Príncipe, continua o debate em torno do projeto de alteração da lei eleitoral proposto pela coligação MDFM-PCD-UDD, que impõe que...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.