- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Parlamento espanhol debate hoje abdicação de Juan Carlos, com protestos previstos

Parlamento espanhol debate hoje abdicação de Juan Carlos, com protestos previstos

O plenário do Senado deverá votar o texto no próximo dia 17 de junho, que será, posteriormente, assinado pelo rei Juan Carlos, a 18 de junho, antes da sua publicação no BOE.

(Foto: Lusa)
(Foto: Lusa)

O Congresso de Deputados, câmara baixa das Cortes Gerais espanholas, debate hoje e previsivelmente aprova a a lei orgânica que formaliza o processo de abdicação do rei Juan Carlos, que estará concluído na próxima semana.

Alfonso Alonso, porta-voz do PP no Congresso de Deputados, anunciou que caberá ao presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, defender a normativa que permitirá, depois da sua aprovação definitiva, a proclamação de Felipe VI como rei de Espanha.

“O que obedece à lógica e pela importância do debate é que a posição do Governo seja defendida pelo presidente”, explicou Alonso.

A sessão plenária histórica de hoje incluirá dois debates, um primeiro sobre o procedimento em que os grupos comentarão a tramitação urgente e em leitura única do projeto de lei, havendo depois um debate sobre o conteúdo, em que intervirá Mariano Rajoy.

A lei constata, na primeira das duas partes do artigo único, que Juan Carlos I abdica da Coroa de Espanha e refere, no segundo, que essa abdicação será efetiva quando for publicada no Boletim Oficial do Estado (BOE).

“S. M., o rei Juan Carlos I de Borbón, abdica da Coroa de Espanha. A abdicação será efetiva no momento da entrada em vigor da presente lei orgânica”, refere a primeira parte.

“A entrada em vigor terá lugar no momento da sua publicação no Boletim Oficial de Estado”, concluí o texto.

A aprovação no Congresso está garantida, com o apoio dos deputados do PP, PSOE e UPyD, entre outros, e deverá decorrer por chamada pública individual a cada deputado, cumprindo um pedido da Esquerda Plural e do Grupo Misto.

Antecipa-se que vários grupos parlamentares poderão utilizar o debate para defender a realização de um referendo sobre o modelo de Estado em Espanha.

Para o exterior, a Coordenadora 25S convocou um protesto para as 12:30 (11:30 em Lisboa), em defesa do fim da monarquia e para denunciar, segundo a organização, que “o atual regime é incapaz de assegurar um mínimo de dignidade e justiça para todos e todas”.

Depois do debate de hoje, o processo de abdicação de Juan Carlos continua na próxima semana na câmara alta, o Senado.

Na terça-feira e a antecipar esse passo, a Mesa do Senado – órgão de governo da câmara alta – procedeu à “qualificação” da norma, aprovada na semana passada pelo Governo, antes da sua subida e votação ao plenário.

O plenário do Senado deverá votar o texto no próximo dia 17 de junho, que será, posteriormente, assinado pelo rei Juan Carlos, a 18 de junho, antes da sua publicação no BOE.

Finalmente, a 19 de junho, as Cortes Gerais, reunidas em sessão conjunta do Congresso e do Senado, celebram o ato solene de proclamação de Felipe VI, durante a qual o monarca jura desempenhar fielmente as suas funções, guardar e fazer guardar a Constituição e as leis e respeitar os direitos dos cidadãos e das Comunidades Autónomas.

Depois da cerimónia, em que não deverão estar quaisquer outros chefes de Estado, o rei presidirá a um desfile militar a que assistirão as principais autoridades do Estado. (ionline.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Economista Yuri Quixina alvo de assalto à mão armada

O economista e docente universitário Yuri Quixina anunciou na sua página do twitter ter sido hoje, alvo de um assalto à mão armada, quando...
- Publicidade -

Imunidades de Manuel Vicente vão ser reavaliadas pela PGR

As imunidades que protegem o ex-vice-Presidente angolano, Manuel Vicente, de processos judiciais vão ser reavaliadas pela Procuradoria-Geral da República de Angola, avançou à Lusa...

Cantora gospel é agredida pelo marido em pleno shopping no Rio de Janeiro

O cantor gospel Juninho Black publicou em sua conta do Instagram um vídeo onde mostra sua irmã, a cantora Quesia Freitas, sendo agredida pelo...

Crédito avaliado em 272,7milhões

O crédito registado no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal está, até ao momento, avaliado em 272,7 milhões de kwanzas, segundo dados...

Notícias relacionadas

Economista Yuri Quixina alvo de assalto à mão armada

O economista e docente universitário Yuri Quixina anunciou na sua página do twitter ter sido hoje, alvo de um assalto à mão armada, quando...

Imunidades de Manuel Vicente vão ser reavaliadas pela PGR

As imunidades que protegem o ex-vice-Presidente angolano, Manuel Vicente, de processos judiciais vão ser reavaliadas pela Procuradoria-Geral da República de Angola, avançou à Lusa...

Cantora gospel é agredida pelo marido em pleno shopping no Rio de Janeiro

O cantor gospel Juninho Black publicou em sua conta do Instagram um vídeo onde mostra sua irmã, a cantora Quesia Freitas, sendo agredida pelo...

Crédito avaliado em 272,7milhões

O crédito registado no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal está, até ao momento, avaliado em 272,7 milhões de kwanzas, segundo dados...

Zona Económica Especial: Privatizações mantêm os postos de trabalho

Os empregos dos colaboradores das empresas em processo de privatização na Zona Económica Especial (ZEE) Luanda - Bengo estão salvaguardados mesmo depois dos activos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.