- Publicidade-
InicioMundo LusófonoLuanda acolhe projecto piloto da CPLP nas Escolas

Luanda acolhe projecto piloto da CPLP nas Escolas

O projecto piloto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) nas Escolas, que prevê, a partir de tecnologias de informação, dar a conhecer aos estudantes do I ciclo informações sobre os países que fazem parte da comunidade iniciou hoje, quarta-feira, em Luanda.

Ronda às escolas (Foto: Rosário Santos)
Ronda às escolas (Foto: Rosário Santos)

Nesta primeira fase do projecto foram contempladas duas escolas, nomeadamente as escolas 1º de Maio, do distrito urbano da Maianga, e a Nzinga Mbande, do distrito urbano da Ingombota, todas de Luanda.

Segundo a professora Rolanda Ferreira, que representa Angola no projecto, durante três dias, 12 professores (sendo seis de  cada escola seleccionada)  das disciplinas de Matemática, Língua Portuguesa, Geografia e História, e dois técnicos do Ministério da Educação vão beneficiar de uma capacitação que terá como formadores duas professoras de nacionalidade portuguesa, da Universidade de Aveiro.

“ É necessário que cada escola transmita a sua realidade, facilitando uma melhor preparação das matérias a serem transmitidas, bem como permitir aos alunos adultos conhecerem um pouco mais sobre os países membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP)”, asseverou.

Já a formadora Ana Ramos referiu que os participantes serão munidos de uma série de competências práticas na óptica do utilizador, com vista a utilização da plataforma da CPLP nas escolas.

Para si, em cada país membro existe a falta de conhecimentos sobre o que se passa nos outros países de expressão portuguesa, razão pela qual o referido projecto vem colmatar esta situação e permitir uma interacção entre alunos e professores.

Considerou vantajoso o projecto da CPLP nas escolas, por permitir ainda a interacção entre os estudantes, através do “Chat”, pois se poderá  enviar mensagens, bem como documentos.

O programa CPLP nas Escolas é um projecto de bandeira da comunidade que pretende levar as gerações mais jovens alguns aspectos relevantes dos países lusófonos.

Criada em 1992 e abrangendo os oito países de língua oficial portuguesa, a comunidade é ainda pouco conhecida pelas populações dos estados membros, algo que o programa anunciado pretende combater.

A ideia surgiu em 2009, para responder a constatação de que nos níveis escolares havia ainda um relativo desconhecimento sobre a CPLP.

Há aspectos que unem a CPLP, mas também há os que afastam e o que se pretende é que cada escola envolvida transmita o que é a sua realidade específica, sempre numa lógica de educação para a cidadania e para o desenvolvimento.

A formação, que conta com a participação de 14 professores e 2 técnicos, tem encerramento previsto para sexta-feira. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.