InicioAngolaCombate ao trabalho forçado infantil requer esforços de todos - socióloga Fátima...

Combate ao trabalho forçado infantil requer esforços de todos – socióloga Fátima Viegas.

O combate ao trabalho forçado infantil requer a mobilização por parte de todos os órgãos judiciais e outras instituições que trabalham em prol do bem das crianças, defendeu hoje, terça-feira, em Luanda, a socióloga Fátima Viegas.

Socióloga Fátima Viegas (ANGOP)
Socióloga Fátima Viegas (ANGOP)

A académica, que falava à Angop a propósito do tema “Formas de Combate ao Trabalho Infantil”, disse que, para proteger e garantir os direitos dos mais pequenos, é necessário um esforço e coragem individual de cada membro da sociedade, em denunciar práticas desonestas e desumanas que beliscam o bem-estar das crianças.

“Todos nós devemos dar maior atenção, apoio, carinho e protecção à criança, assim como condenar veementemente a prática criminosa que muitas famílias usam para explorar e violar os direitos das crianças, dando trabalho não apropriado aos menores”, sublinhou.

Para Fátima Viegas, as crianças constituem o garante e a protecção de uma determinada família, porque quando crescerem serão responsáveis em cuidar os pais e outros idosos da sociedade.

O Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil celebra-se a 12 de Junho. A data foi instituída em 2002 pela Organização Internacional do Trabalho, agência das Nações Unidas.

Esta data visa alertar a população para o facto de muitas crianças serem obrigadas a trabalhar diariamente quando deveriam estar na escola a aprender e a construir um futuro melhor para si e para as suas famílias.

A UNICEF estima que mais de 215 milhões de crianças são vítimas de trabalho infantil. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.