- Publicidade-
InicioEconomiaBengo: Agentes económicos da Barra do Dande querem instituições bancárias

Bengo: Agentes económicos da Barra do Dande querem instituições bancárias

Barras do Dande – Funcionários públicos e privados da comuna da Barra do Dande, município do Dande, província do Bengo, defenderam hoje a necessidade de implantação de instituições bancária na circunscrição, de modo a impulsionar o crescimento económico da região.

(D.R)
(D.R)

Em declarações à Angop, os entrevistados frisaram que a falta de bancos exige dos funcionários percorrer longas distâncias para fazer o levantamento dos seus salários e dificulta o acesso aos créditos dos empreendedores da região.

Cristóvão Domingos, pescador, de 52 anos de idade, disse que a instalação de uma agência bancária permitirá estimular a actividade pesqueira e o desenvolvimento local.

Por seu turno, Pedro Mussunda do bairro dos pescadores disse que se houvesse um banco evitaria os pescadores, vendedores, funcionários públicos e habitantes locais percorrerem grandes distâncias para depositar ou levantar dinheiro.

Catarina Afonso, funcionária pública, considerou que a abertura de um banco seria um reconhecimento do crescimento que a comuna da Barra do Dande tem registado.

Lembrou que para o levantamento dos salários os trabalhadores da função pública e os pensionistas percorrem 42 quilómetros até à cidade de Caxito, capital da província do Bengo e na localidade do Panguila. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.