- Publicidade-
InicioMundo LusófonoBrasilTrabalhadores do metro de S. Paulo seguem com greve durante o Mundial

Trabalhadores do metro de S. Paulo seguem com greve durante o Mundial

Os trabalhadores do metro de S. Paulo – metroviários, como se diz no Brasil – decidiram este domingo, em assembleia, continuar a greve, que entrou no quarto dia de paralisação, e que poderá durar até ao início do mundial, na quinta-feira.

(abola.pt)
(abola.pt)

Os trabalhadores reuniram-se depois de a Justiça do trabalho ter considerado abusiva a greve que desde quinta-feira paralisou o funcionamento do metro na cidade de São Paulo e lançou o caos no trânsito. O tribunal decidiu que não foram assegurados os serviços mínimos e também aplicar uma multa diária por cada dia de greve, pelo que se mantém o braço de ferro.

Os grevistas exigem aumentos salariais de mais de 10 por cento, enquanto o Governo estadual apenas oferece 8,7 por cento.

O governador estadual, Geraldo Alckmin, avisou que agora os trabalhadores correm o risco de despedimento: «Faço uma convocação para que os metroviários voltem, inclusive pelo direito ao trabalho dos 5 milhões de pessoas que dependem do metro para circular. Quem não for trabalhar corre o risco de despedimento por justa causa.» (abola.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.