- Publicidade-
InicioDesportoMundial2014/Grupo E: Duelo Ispano-francês

Mundial2014/Grupo E: Duelo Ispano-francês

Duas equipas de língua francesa e duas espanholas defrontam-se no grupo E do Campeonato do Mundo, num duelo entre a América (Equador e Honduras) e a Europa (Suíça e França).

(D.R)
(D.R)

Suíça em grande, Equador motivado, Honduras e França contrariada, com algumas lesões, “lutam” por duas vagas. O resultado é uma incógnita.

Suíça – Um adversário a ter em conta

 

Em 2009, a Suíça conquistou o título mundial de sub-17 e metade do plantel que vai ao Brasil fez parte desta campanha helvética. Uma selecção muito disciplinada tacticamente e habituada a marcar presença em fases finais do campeonato do mundo, o facto do mesmo grupo estar junto muito tempo torna o plantel mais forte. Ao contrário de muitas selecções, os suíços já atingiram três vezes os quartos-de-final, em 1934, 1938 e 1954 e este ano querem repetir a proeza das provas anteriores. Em 2010 não passaram da fase de grupos, mas venceram a Espanha por 1-0. É um adversário a ter em conta.

Perfil:

Continente – Europa
Superfície – 41.285 km2
Habitantes – 7.954.700
Idioma – alemão, francês, italiano e romanche
Capital – Berna

Fundação (federação) – 1895
Ranking FIFA – 8.º
Seleccionador – Ottmar Hitzfeld
Melhor marcador – Alexander Frei (42 golos)
Mais internacional – Heinz Hermann (117 jogos)

PRESENÇAS EM MUNDIAIS – 9

1934 – quartos-de-final
1938 – quartos-de-final
1950 – fase de grupos
1954 – quartos-de-final
1962 – fase de grupos
1966 – fase de grupos
1994 – oitavos-de-final
2006 – oitavos-de-final
2010 – fase de grupos

MELHOR PARTICIPAÇÃO

Quartos-de-final (1934, 1938 e 1954)

Plantel:

Guarda-redes: Diego Benaglio, Roman Bürki e Yann Sommer.

Defesas: Steve von Bergen, Johannes Djourou, Michael Lang, Stephan Lichsteiner, Ricardo Rodriguez, Fabian Schär, Philippe Senderos e Reto Ziegler.

Médios: Tranquillo Barnetta, Valon Behrami, Blerim Dzemaili, Gelson Fernandes, Gökhan Inler, Xherdan Shaqiri e Valentin Stocker.

Avançados: Josip Drmic, Mario Gavranovic, Admir Mehmedi, Haris Seferovic e Granit Xhaqa.

Honduras – Com um desempregado entre os 23

‘La bicolor’ participa pela terceira vez na fase final de um campeonato do mundo, mas nunca foi além da primeira fase. Independentemente de dominar a sua zona geográfica, no Mundial tudo é diferente e as probabilidades de atingir o grande objectivo (oitavos-de-final) são reduzidas. Conta com alguns jogadores experientes, com destaque para Emilio Izaguirre, do Celtic da Escócia. O médio Jorge Claro, sem clube, surpreendeu todos fazendo parte da convocatória desta que é a selecção, teoricamente, mais fraca do grupo E.

Perfis:

Continente – América Central
Superfície – 112.492 km2
Habitantes – 8.249.574
Idioma – Espanhol
Capital – Tegucigalpa

Fundação (federação) – 1951
Ranking FIFA – 41.º
Seleccionador – Luis Fernando Suárez
Melhor marcador – Carlos Pavón (58 golos)
Mais internacional – Amado Guevara (138 jogos)

PRESENÇAS EM MUNDIAIS – 2

1982 – fase de grupos
2010 – fase de grupos

MELHOR PARTICIPAÇÃO

Fase de grupos (1982 e 2010)

Plantel:

Guarda-redes: Noel Valladares (Olimpia), Donis Escober (Olimpia) e Luis López (Real España)

Defesas: Maynor Figueroa, Víctor Bernárdez, Osman Chávez, Juan Pablo Montes, Arnold Peralta, Bryan Beckeles, Emilio Izaguirre e Juan Carlos García.

Médios: Wilson Palacios, Roger Espinoza, Luis Garrido, Jorge Claros, Andy Najar, Boniek García, Mario Martínez e Marvin Chávez.

Avançados: Carlo Costly, Jerry Bengtson, Rony Martínez e Jerry Palacios.

Equador – Com Valência

António Valencia, do Manchester United, é a grande referência dos equatorianos que aposta numa presença nos oitavos-de-final. O facto de apresentar um estilo de futebol diferente dos adversários da primeira fase, mais técnico, cem porcento sul-americano, joga a seu favor e pode criar muitas dificuldades aos franceses e suiços. Se manterem a disciplina que lhes é característica, podem repetir a proeza de 2006 e regressar aos oitavos. Não marcaram presença na África do Sul.

Perfis:

A FIGURA: ANTÓNIO VALENCIA

Continente – América do Sul
Superfície – 283.520 km2
Habitantes – 15.223.680
Idioma – Espanhol
Capital – Quito

Fundação (federação) – 1925
Ranking FIFA – 23.º
Seleccionador – Reinaldo Rueda
Melhor marcador – Agustín Delgado (31 golos)
Mais internacional – Iván Hurtado (167 jogos)

PRESENÇAS EM MUNDIAIS – 2

2002 – fase de grupos
2006 – oitavos-de-final

MELHOR PARTICIPAÇÃO

Oitavos-de-final (2006)

Plantel:

Guarda-redes: Maximo Banguera, Adrian Bone e Alexander Dominguez.

Defesas: Gabriel Achilier, Walter Ayovi, Oscar Bagui, Frickson Erazo, Jorge Guagua, Juan Carlos Paredes.

Médios: Segundo Castillo, Carlos Gruezo, Renato Ibarra, Fidel Martinez, Cristian Noboa, Luis Saritama, Antonio Valencia, Édison Mendez.

Avançados: Jaime Ayovi, Felipe Caicedo, Jefferson Montero, Joao Rojas, Enner Valencia e Miguel Arroyo.

França – Sem goleador, sem a sua estrela, só lhe resta a história a favor

 

Independentemente dos jogadores que tenha, o maior problema da França nos últimos anos tem sido a falta de um goleador na selecção nacional. Os médios têm feito o trabalho dos avançados nos momentos decisivos e quando não fazem a equipa encontra muitos problemas. Nem Benzema, nem Girourd, referências do ataque “Blue”, conseguem colmatar esta lacuna. No entanto, a história joga a favor dos franceses, depois de conquistarem o título em 1998, no Mundial seguinte foram eliminados na primeira fase, voltaram ao pódio em 2006 (vice) e em 2010 ficaram novamente na fase inicial. Tendo em conta este trajecto, 2014 é para regressarem ao pódio. No entanto, as lesões têm sido o principal problema do conjunto “galo”, depois de perderem Clémente Grenier ficaram sem a sua principal estrela, o médio Ribery.

Perfis:

A FIGURA: KARIM BENZEMA

Continente – Europa
Superfície – 640.679 km2
Habitantes – 65.950.000
Idioma – Francês
Capital – Paris

Fundação (federação) – 1919
Ranking FIFA – 19.º
Seleccionador – Didier Deschamps
Melhor marcador – Thierry Henry (51 golos)
Mais internacional – Lilian Thuram (142 jogos)

PRESENÇAS EM MUNDIAIS – 13

1930 – Fase de grupos
1934 – Fase de grupos
1938 – quartos-de-final
1954 – fase de grupos
1958 – 3.º lugar
1966 – fase de grupos
1978 – fase de grupos
1982 – 4.º lugar
1986 – 3.º lugar
1998 – campeão
2002 – fase de grupos
2006 – finalista
2010 – fase de grupos

MELHOR PARTICIPAÇÃO

Campeão (1998)

Plantel:

Guarda-redes: Hugo Lloris, Mickael Landreau e Stéphane Ruffier.

Defesas: Raphael Varane, Mamadou Sakho, Mathieu Debuchy, Laurent Koscielny, Lucas Digne, Eliaquim Mangala, Bacary Sagna e Patrice Evra.

Médios: Yohan Cabaye, Paul Pogba, Blaise Matuidi, Moussa Sissoko, Rio Mavuba, Rémy Cabella e Mathieu Valbuena.

Avançados: Karim Benzema, Franck Ribéry, Antoine Griezmann, Olivier Giroud e Loic Rémy.

(portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.