InicioEconomiaJuros de Portugal recuam para mínimos históricos

Juros de Portugal recuam para mínimos históricos

As taxas de juro implícitas nas obrigações a dois e cinco anos estão a recuar para níveis históricos, numa semana que será marcada pelo regresso de Portugal às emissões de dívida de longo prazo.

(DR)
(DR)

A taxa de juro implícita nas obrigações a dois anos está a descer 6,7 pontos base para 0,864%, o que corresponde ao valor mais baixo de sempre, tal como a taxa a cinco anos, que está a ceder 3,9 pontos para 2,255%. Já a “yield” das obrigações a 10 anos está a cair 3,0 pontos para 3,486%, o que não corresponde a nenhum mínimo.

E não é apenas o juro que está a cair, no mercado secundário. O prémio de risco que está a ser cobrado à dívida portuguesa, face à alemã, está a descer para 212,7 pontos.

As taxas de juro implícitas nas obrigações portuguesas estão assim a recuar e a acompanhar a tendência dos juros dos restantes países periféricos. Os investidores continuam a reflectir nos mercados os anúncios realizados na última quinta-feira, 5 de Junho, pelo Banco Central Europeu (BCE): uma redução da taxa de juro de referência de 0,25% para 0,15% e um corte da taxa de depósitos de 0% para -0,10%. Esta última decisão implica um pagamento por parte da banca de um juro ao banco central para ter depositado o seu dinheiro no BCE.

Além disso, o presidente da autoridade, Mario Draghi, anunciou ainda uma série de medidas que visa impulsionar o financiamento à economia, o que está a animar a negociação bolsista e a aliviar as taxas de juro negociadas no mercado secundário.

Portugal vai tentar aproveitar esta onda de optimismo que impera nos mercados desde a semana passada, após os anúncios realizados por Draghi e vai ao mercado financiar-se a 10 anos, pela primeira vez após a saída da troika do país. (jornaldenegocios.pt)

por Sara Antunes

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.