InicioMundo LusófonoPortugalFalta de elementos do SEF provoca caos no aeroporto da Portela

Falta de elementos do SEF provoca caos no aeroporto da Portela

(Helena Colaço Salazar)
(Helena Colaço Salazar)

Serviço de Estrangeiros e Fronteiras admitiu ao i não estar à espera de um fluxo tão grande de passageiros no aeroporto da Portela

Os passageiros não pertencentes a países da União Europeia que ontem de manhã aterraram em Lisboa tiveram de esperar várias horas até conseguir passar a barreira do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). Há relatos de quem tivesse ficado retido cerca de quatro horas até que o seu passaporte fosse carimbado. Fonte do aeroporto de Lisboa explicou ao i que o motivo terá sido a falta de efectivos do SEF, adiantando que nas horas de maior aperto estariam a trabalhar apenas dois elementos.

Confrontado pelo i, o SEF admitiu não estar à espera de um fluxo tão grande de passageiros: “A um número excepcional de passageiros aliou-se a chegada simultânea de vários voos intercontinentais pelo que o tempo de espera na fronteira foi acima do normal e do desejável”.

O i sabe que a grande demora para mostrar o passaporte nas chegadas do aeroporto da Portela acabou por gerar alguns protestos e manifestações de descontentamento. Ao fim de várias horas, a chegada de um terceiro elemento do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras terá sido até motivo para um aplauso generalizado dos visitantes.

Em declarações ao i, o SEF reconhece que existiram alguns problemas, negando que a espera tenha sido tão grande: “O SEF lamenta [os atrasos], não se cifrando, nem sequer se aproximando, contudo, na demora” de quatro horas. Num email enviado ao i, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras adianta ainda que o problema foi exclusivo do aeroporto de Lisboa: “Na manhã de ontem, no aeroporto de Lisboa, nas entradas em território nacional, [registou-se] um período de tempo superior ao habitual.”

Segundo fonte do aeroporto de Lisboa os passageiros de vários voos provenientes do Brasil, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Estados Unidos da América formaram ao longo da manhã grandes filas para poder carimbar o seu passaporte e sair do aeroporto. Segundo os passageiros, o tempo de espera chegou mesmo às quatro horas, mas tal como o SEF, fonte do aeroporto garantiu ontem ao i que o tempo médio terá sido inferior. De acordo com a mesma fonte os atrasos foram de cerca de duas horas: “Houve de facto atrasos que se prenderam com a falta de efectivos do SEF, uma situação que levou a que houvesse passageiros a esperar, em média, duas horas”, garantiu fonte do aeroporto.

Na resposta enviada ao i, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, não esclarece porém o motivo pelo qual estariam no aeroporto da Portela menos efectivos que os necessário para um atendimento normal, tendo em conta o fluxo acrescido de passageiros não europeus. (ionline.pt)

por Carlos Diogo Santos

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.