- Publicidade-
InicioMundo LusófonoInterpol segue caso da menor de São Tomé e Príncipe

Interpol segue caso da menor de São Tomé e Príncipe

(Miguel Martins/RFI)
(Miguel Martins/RFI)

O ministério da justiça são-tomense confirma a abertura de um inquérito para apurar responsabilidades no caso da saída ilegal da menor de um ano com um casal francês que a pretendia adoptar. A Interpol também acompanha a ocorrência e isto no intuito de trazer de volta a criança ao arquipélago até a adopção ficar concluída.

Edite Ten Jua, responsável da pasta da justiça no executivo são-tomense confirma que a urgência é trazer de volta ao país a criança e admite contactos com a França, país de origem dos candidatos à  respectiva adopção.

A criança de um ano, órfã de mãe, fora confiada pelo pai, alegando falta de recursos, à Caritas.

Esta instituição, por sua vez, remetera a bebe Leopoldina Vitória Domingues ao casal francês.

Numa altura em que prosseguia ainda na justiça do arquipélago o processo de adopção o casal Jean Sourigues e Angélica Alves Sourigues teria abandonado o arquipélago.

Os candidatos a pais adoptivos teriam conseguido um documento com a impressão digital do pai da menor e assinado alegadamente pelo jurista José Carlos Barreiros e por um magistrado do ministério público, conforme avançou o diário digital Téla non.

A RFI encetou diligências há vários dias junto do Ministério francês dos negócios estrangeiros para apurar o seguimento que as autoridades de Paris dão ao caso.

Por ora a diplomacia francesa escusa-se a prestar declarações sobre o mesmo. (rfi.fr)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.