InicioAngolaPutin e Obama reuniram pela primeira vez desde a anexação da Crimeia...

Putin e Obama reuniram pela primeira vez desde a anexação da Crimeia

Vários líderes mundiais participam nas comemorações do Dia D (Foto SAUL LOEB/AFP)
Vários líderes mundiais participam nas comemorações do Dia D (Foto SAUL LOEB/AFP)

Os presidentes russo, Vladimir Putin, e norte-americano, Barack Obama, reuniram-se em França à margem das comemorações do Dia D, o primeiro encontro entre os dois desde a anexação da Crimeia, informaram fontes das duas delegações.

Segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, “Putin e Obama manifestaram-se a favor de uma cessação urgente da violência e das ações militares. Ambos tiveram a possibilidade de trocar opiniões sobre a Ucrânia e sobre a crise no leste do país”, disse, sublinhando contudo que não se tratou de um encontro formal.

Segundo fonte da presidência francesa, que organiza as comemorações dos 70 anos do Desembarque dos Aliados na Normandia, Obama e Putin reuniram-se quando aguardavam pelo início do almoço oficial das cerimónias, no castelo de Bénouville.

Ben Rhodes, conselheiro adjunto para as questões de segurança nacional de Obama, disse à imprensa que Obama e Putin estiveram reunidos 10 a 15 minutos e precisou igualmente que se tratou de “um encontro informal, não uma reunião bilateral formal”.

As relações entre os Estados Unidos e a Rússia atravessam um dos momentos de maior tensão desde o fim da Guerra Fria desde a anexação pela Rússia da península ucraniana da Crimeia, ação que valeu a Moscovo sanções norte-americanas, da União Europeia (UE) e do G-8.

As comemorações do Dia D, em que participam vários líderes mundiais, permitiram também uma reunião informal, a primeira, entre Vladimir Putin e o presidente eleito da Ucrânia, o pró-ocidental Petro Poroshenko. (jn.pt)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.