- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Irlanda doa “50 milhões de euros” a Moçambique

Irlanda doa “50 milhões de euros” a Moçambique

 

(D.R)
(D.R)

A Irlanda vai doar “50 milhões de euros” a Moçambique, ao longo do ano, e reforçar a assistência sanitária que já presta ao país africano, noticia a Agência de Informação de Moçambique.

De acordo com a mesma fonte, os “50 milhões de euros” destinam-se a reforçar o Orçamento Geral do Estado de Moçambique, devendo ser aplicados “no pagamento das despesas públicas, como salários aos funcionários públicos, e na construção de infraestruturas vitais para o desenvolvimento do país”, como “escolas, hospitais, estradas e pontes”.

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, encontra-se em visita de Estado à Irlanda desde terça-feira e hoje reuniu-se com o primeiro-ministro irlandês, Enda Kenny.

Durante o encontro, Guebuza e Kenny realçaram “os benefícios mútuos que os dois países tiveram desde que há 18 anos começaram a cooperar” e comprometeram-se a criar “todas as condições” para reforçar essa cooperação e expandi-la para áreas com “interesse e benefício comuns”.

Essa “vontade” foi reafirmada no encontro que Guebuza teve, posteriormente, com o seu homólogo irlandês, Michael Higgns, tendo ambos frisado a sua “determinação em levar a sua cooperação a níveis cada vez mais elevados”.

Simultaneamente, os dois países assinaram hoje um memorando de entendimento que fixa as modalidades do apoio sanitário que a Irlanda continuará a prestar a Moçambique, sobretudo com o envio de médicos e de equipamento, nomeadamente para o tratamento da sida.

Para além da ajuda financeira ao nível estatal, a Irlanda tem apoiado projetos de “famílias camponesas nas províncias de Niassa e Inhambane”, enquanto empresas privadas dos dois países mantêm “um intercâmbio”, nomeadamente na área da extração de areias pesadas, recordou a agência moçambicana, que acompanha a visita de quatro dias. (tsf.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ministra de Estado avalia projectos paralisados

A ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, avaliou, ontem o grau de execução física de alguns projectos de impacto social no Huambo,...
- Publicidade -

Tribunal absolve activistas detidos no Uíge que acusam a polícia de tortura

Um deles conta que agentes da polícia fracturam-lhe a perna e o braço numa cela do tribunal Os três membros do projecto político CRENTES-PJ, liderado...

Parlamento anula transferência de 476 milhões do Fundo de Resolução para Novo Banco

Proposta do BE foi aprovada com votos a favor do PSD, PCP e PAN. O PS acusou já de madrugada o PSD de “irresponsabilidade...

Euclides da Lomba no “Conversas Acústicas”

O músico Euclides da Lomba é o convidado do programa Conversas Acústicas, a decorrer domingo, no Espaço Luanda. O evento consiste em noites multiculturais de...

Notícias relacionadas

Ministra de Estado avalia projectos paralisados

A ministra de Estado para Área Social, Carolina Cerqueira, avaliou, ontem o grau de execução física de alguns projectos de impacto social no Huambo,...

Tribunal absolve activistas detidos no Uíge que acusam a polícia de tortura

Um deles conta que agentes da polícia fracturam-lhe a perna e o braço numa cela do tribunal Os três membros do projecto político CRENTES-PJ, liderado...

Parlamento anula transferência de 476 milhões do Fundo de Resolução para Novo Banco

Proposta do BE foi aprovada com votos a favor do PSD, PCP e PAN. O PS acusou já de madrugada o PSD de “irresponsabilidade...

Euclides da Lomba no “Conversas Acústicas”

O músico Euclides da Lomba é o convidado do programa Conversas Acústicas, a decorrer domingo, no Espaço Luanda. O evento consiste em noites multiculturais de...

PF investiga crimes na Petrobras em nova fase de Lava Jato

Autoridades cumprem dois mandados de busca e apreensão em Angra dos Reis e Aruruama, ambas cidades do Rio de Janeiro A PF deflagrou na última...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.