- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Discurso do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, Angola-Cabo Verde

Discurso do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, Angola-Cabo Verde

DISCURSO PRONUNCIADO POR SUA EXCELÊNCIA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA, POR OCASIÃO DA VISITA OFICIAL DO PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DE CABO VERDE, JOSÉ MARIA NEVES. Luanda, 5 de Junho de 2014

(jn.pt)
(jn.pt)

SENHOR

PRIMEIRO-MINISTRO DA REPÚBLICA DE CABO VERDE,

SENHORES MEMBROS DAS DELEGAÇÕES ANGOLANA E CABO-VERDIANA,

MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES,

É com muita satisfação que o volto a receber em Luanda, desta vez acompanhado por uma numerosa delegação de políticos e de empresários cabo-verdianos.

A todos dirijo uma saudação especial, em nome do Povo e do Governo angolano, desejando que esta visita contribua para fortalecer ainda mais os laços históricos que nos unem, assentes na amizade, na consanguinidade e na língua comum.

Nas horas mais difíceis da nossa história, os nossos países souberam sempre partilhar sacrifícios e expressar de forma inequívoca a sua solidariedade um ao outro, cientes de que os nossos destinos se encontram ligados e de que a felicidade e o bem-estar dos nossos povos são também indissociáveis.

Hoje, quando ambos os países vivem uma situação de paz, estabilidade social e desenvolvimento económico, devemos ser consequentes e dar maior consistência aos laços privilegiados que nos unem, reforçando a nossa cooperação em todos os níveis, com vantagens recíprocas.

O nosso Acordo Geral de Cooperação tem mais de uma década e meia e a Comissão Mista Bilateral Angola-Cabo Verde, aproveitando a complementaridade das nossas economias, tem estado a estudar os vários sectores de actividade e as variadas áreas em que poderemos perspectivar novas oportunidades de negócios.

Para além da banca, dos combustíveis e das telecomunicações, onde já se regista uma crescente cooperação, podemos analisar o interesse manifesto de Cabo Verde em alargar essa cooperação aos sectores das finanças, do turismo, dos transportes marítimos e aéreos, dos serviços aeroportuários, das pescas, da agricultura, das energias renováveis,  e das tecnologias da informação.

Senhor Primeiro-Ministro,

Angola sempre teve em alta consideração a forma como Cabo Verde superou com êxito o estatuto de país inviável que lhe atribuíam, transformando-se num país estável, com um processo democrático exemplar e um bom desempenho da sua economia, graças em especial à acção desenvolvida pelo Senhor Primeiro-Ministro desde que assumiu o poder em 2001.

Angola está assim disponível, na medida das suas possibilidades, para contribuir para o desenvolvimento de Cabo Verde através de investimentos directos e do estabelecimento de parcerias entre empresários angolanos e cabo-verdianos.

Cabo Verde representa uma plataforma estratégica entre a África, a Europa e a América, entre o Atlântico Norte e o Atlântico Sul, e pode por essa razão facilitar a mobilidade e a permuta de negócios e serviços entre esses três continentes.

Tem igualmente uma posição privilegiada para participar nos esforços para garantir a segurança da navegação pela costa ocidental de África.

Essas são razões adicionais para que seja do nosso maior interesse aprofundar as nossas relações e espero que esta sua visita seja mais um factor de redinamização de todos os acordos já assinados e também de definição de uma cada vez mais ampla cooperação, no interesse superior dos nossos dois povos irmãos.

Renovo os meus votos de boas-vindas e de boa estadia, a si e à  delegação que o acompanha, e espero que os nossos trabalhos tenham êxito.

Muito Obrigado! (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

Artur de Almeida arrisca castigo severo da FIFA

A aplicação de uma medida sancionatória ao presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur de Almeida e Silva, pelo Comité de Ética da...
- Publicidade -

Alemanha regista 23.449 novas infeções de Covid-19 e 432 mortes em 24 horas

O máximo de óbitos em 24 horas foi atingido na passada quarta-feira, com 487 mortes devido à Covid-19. A Alemanha registou 23.449 novas infeções por...

Namíbia põe 170 elefantes à venda por causa da seca

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte...

EUA classificam China como maior ameaça à liberdade desde a II Guerra Mundial

O director da Inteligência Nacional dos Estados Unidos acusou o país asiático de usurpar segredos comerciais e tecnologias de Defesa à indústria norte-americana. O chefe...

Notícias relacionadas

Artur de Almeida arrisca castigo severo da FIFA

A aplicação de uma medida sancionatória ao presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Artur de Almeida e Silva, pelo Comité de Ética da...

Alemanha regista 23.449 novas infeções de Covid-19 e 432 mortes em 24 horas

O máximo de óbitos em 24 horas foi atingido na passada quarta-feira, com 487 mortes devido à Covid-19. A Alemanha registou 23.449 novas infeções por...

Namíbia põe 170 elefantes à venda por causa da seca

A Namíbia, que se encontra em risco de seca, pôs à venda 170 elefantes vivos para reduzir o seu número no território, em parte...

EUA classificam China como maior ameaça à liberdade desde a II Guerra Mundial

O director da Inteligência Nacional dos Estados Unidos acusou o país asiático de usurpar segredos comerciais e tecnologias de Defesa à indústria norte-americana. O chefe...

Bolsonaro imita apelo de Chávez na Venezuela e pede aos brasileiros para não demorarem no banho

O Presidente do Brasil recomendou aos brasileiros que "tomem banho um pouco mais rápido" para ajudar a economizar energia e evitar pagar mais por...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.