InicioAngolaHuambo: Sentença dos pilotos da FAN será pronunciada quinta-feira

Huambo: Sentença dos pilotos da FAN será pronunciada quinta-feira

A sentença dos dois tripulantes da aeronave do tipo Embraer, da Força Aérea Nacional, que no dia 14 de Setembro de 2011 vitimou mortalmente 28 passageiros, depois de ter embatido contra o solo no momento da descolagem, será pronunciada quinta-feira.

Pilotos da Força Aérea Nacional em julgamento (Foto: Edilson Domingos)
Pilotos da Força Aérea Nacional em julgamento (Foto: Edilson Domingos)

Depois de serem julgados em Maio, os pilotos que respondem pelo crime de insubordinação, de acordo com a Lei dos Crimes Militares, em concurso com a violação das regras de voo e sua preparação, ouvirão a sentença no Tribunal da Região Militar Centro.

Os acusados são o major José Lino Gonçalves e o capitão Francisco Gomes de Almeida, ambos oficiais da Força Aérea Nacional, que estão entre os quatro sobreviventes do sinistro, que provocou a morte de oficiais generais e subalternos das Forças Armadas Angolanas (FAA).

O relatório dos peritos da Força Aérea Nacional, apresentado durante as audiências, presume que o excesso de peso (o avião carregava 635 quilogramas acima do recomendado), como causa do acidente, sendo que viajavam 31 passageiros, contra os 28 recomendáveis.

No documento, ao comandante da aeronave, major José Lino Gonçalves, é apontada negligência, por ter permitido que o co-piloto, Ibrahim Freitas, estagiário falecido, pilotasse o voo, quando não estava habilitado para o fazer.

De acordo ainda com o relatório, o piloto Lino Gonçalves distribuiu a responsabilidade dos manetes ao instruendo piloto, capitão Francisco Gomes de Almeida, segundo a leitura da caixa negra.

Tendo em conta estes factos, os peritos julgam terem sido violadas as normas de segurança de voo e as da própria aeronave.

Entre as vítimas mortais figuram os tenente-generais Bernardo Leitão Francisco Diogo “Lelu Kizua”, então comandante adjunto da Educação Patriótica da Força Aérea Nacional, Elias Malungo Bravo da Costa Pedro “Kallias”, do Estado Maior-General das FAA, e o brigadeiro Demóstenes Fio Catata, vogal do Conselho Superior de Disciplina Militar do Estado-Maior General. (portalangop.co.ao)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.