- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Filha de Salvador Caetano volta a reduzir posição na antiga Soares da...

Filha de Salvador Caetano volta a reduzir posição na antiga Soares da Costa

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Herdou 11% do Grupo Soares da Costa em 2011. Três anos depois, Ana Maria Caetano já só tem 6,74% da empresa, que agora se chama SDC. Na última semana, vendeu perto de 700 mil acções. Arrecadou 183 mil euros.

A filha de Salvador Caetano voltou a reduzir a sua participação na SDC – Investimentos, anteriormente designada de Grupo Soares da Costa. Ana Maria Caetano recebeu cerca de 183 mil euros pela alienação de 678 mil acções na semana passada.

A Parinama, empresa cujo capital é detido exclusivamente por Ana Maria Caetano, alienou em bolsa 687 mil títulos da SDC a 28 de 29 de Maio. No primeiro dia, foram alienadas 467 mil acções por 0,27 euros. Na sessão seguinte, foram vendidas as restantes 211 mil acções, a um preço de 0,2701 euros por unidade. O que resultou nos 183 mil euros recebidos.

“No dia 29 de Maio de 2014, a Parinama passou a deter uma participação correspondente a 10.789.000 acções, representativas de 6,74% do capital social e dos direitos de voto da SDC- Investimentos, SGPS, SA”, indica a SDC – Investimentos em comunicado emitido através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Esta é mais uma redução na participação social atribuída à Parinama no capital da SDC – Investimentos, empresa sob o comando de António Castro Henriques (na foto) que abandonou o nome Soares da Costa na semana passada.

Empresária consegue 2,8 milhões com venda de 4% da SDC  

Em 2010, as partilhas na Salvador Caetano ditaram que a filha mais nova ficasse com os 11% que o grupo detinha na empresa construtora Soares da Costa. Essa participação, a segunda maior após a de Manuel Fino (com 67%), chegou praticamente intacta até 2014.

Contudo, no início do ano, a Parinama, que tem um membro (Jorge Armindo de Carvalho Teixeira) na administração, começou a cortar essa posição, conforme o comprovam os vários comunicados lançados à CMVM.

Janeiro, Fevereiro, Março e, depois, em Maio: Foram nestes meses que Ana Maria Caetano reduziu a sua participação dos 11% para os 6,74% actuais. Pelo meio ficaram alienações que resultaram num encaixe para a empresária de 2,87 milhões de euros, incluindo já os obtidos com as vendas da semana passada.

A SDC – Investimentos, liderada por António Castro Henriques, é um grupo que se passou a assumir  ” cada vez mais como um gestor de um portefólio de participações e investimentos”. Isto porque grande parte do capital da unidade de construção, aquela que era o principal gerador de negócio, foi vendida a António Mosquito. O empresário angolano injectou 70 milhões de euros na Soares da Costa Construções e ficou com 66,7% do capital, ficando a SDC com os restantes 33,3%. A marca Soares da Costa passou a estar exclusivamente associada à unidade de construção, pelo que a “holding” de Manuel Fino teve de mudar de nome. O negócio centra-se agora nas concessões, no imobiliário e na energia.

A Soares da Costa afundou hoje em bolsa, perdendo 5,20% do valor para terminar nos 23,7 cêntimos por acção, resultando numa capitalização bolsista de 37,9 milhões de euros. (jornaldenegocios.pt)

 

- Publicidade -
- Publicidade -

Filha de Samora Machel entre as 100 mulheres mais influentes do mundo

Josina Machel, a filha de Graça e Samora Machel, é uma das 100 mulheres mais influentes do mundo, na lista da BBC. Ativista, criou...
- Publicidade -

César Freitas: “Saúde infantil em Angola é um desafio”, desde o acesso a cuidados às doenças infecciosas

Esta semana, o convidado da Angola Saúde em Foco é o dr. César Freitas, médico pediatra no Hospital David Bernardino em Luanda e secretário...

Programa psicoterapêutico desenvolvido na UC reduz o sofrimento de mulheres com cancro da mama

Um programa de intervenção psicológica para contexto oncológico, desenvolvido na Universidade de Coimbra (UC), mostrou ser eficaz na diminuição do sofrimento de mulheres com...

Programa americano Visa Bond não terá impacto na maioria dos viajantes angolanos

Os actuais utentes de visto “podem ter certeza de que os seus vistos permanecerão válidos para viagens aos EUA”. O Consulado de Angola em Luanda...

Notícias relacionadas

Filha de Samora Machel entre as 100 mulheres mais influentes do mundo

Josina Machel, a filha de Graça e Samora Machel, é uma das 100 mulheres mais influentes do mundo, na lista da BBC. Ativista, criou...

César Freitas: “Saúde infantil em Angola é um desafio”, desde o acesso a cuidados às doenças infecciosas

Esta semana, o convidado da Angola Saúde em Foco é o dr. César Freitas, médico pediatra no Hospital David Bernardino em Luanda e secretário...

Programa psicoterapêutico desenvolvido na UC reduz o sofrimento de mulheres com cancro da mama

Um programa de intervenção psicológica para contexto oncológico, desenvolvido na Universidade de Coimbra (UC), mostrou ser eficaz na diminuição do sofrimento de mulheres com...

Programa americano Visa Bond não terá impacto na maioria dos viajantes angolanos

Os actuais utentes de visto “podem ter certeza de que os seus vistos permanecerão válidos para viagens aos EUA”. O Consulado de Angola em Luanda...

Cabo-verdianos praticamente não serão abrangidos pelo novo programa de vistos dos EUA

Programa "Visa Bond" entra em vigor a 24 de dezembro Os cabo-verdianos praticamente não serão atingidos pelo programa piloto de caução de vistos (Visa Bond)...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.