- Publicidade-
InicioAngolaUcrânia. Rússia propõe à ONU “corredores humanitários” no leste

Ucrânia. Rússia propõe à ONU “corredores humanitários” no leste

O leste ucraniano, em particular o bastião separatista de Donetsk, é palco há uma semana de violentos combates entre o exército e forças separatistas que já fizeram dezenas de mortos.

(Foto: Konstantin Chernichkin)
(Foto: Konstantin Chernichkin)

A Rússia vai propor hoje ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução para a criação de “corredores humanitários” no leste da Ucrânia que permitam às populações fugir dos confrontos entre pró-russos e o exército ucraniano.

“Este projeto de resolução vai pedir a criação imediata de corredores humanitários para que os civis possam sair das zonas de combate”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, numa conferência de imprensa transmitida pela televisão.

“Queremos que o Conselho de Segurança exija que nenhum obstáculo impeça a saída de civis das zonas de combate ou a entrega de ajuda humanitária”, acrescentou.

O projeto de resolução russo exige o fim das operações do exército ucraniano no leste separatista, um cessar-fogo com os insurgentes pró-russos e a abertura de negociações entre as duas partes.

Segundo Lavrov, o texto é deliberadamente “despolitizado” e visa a “tomada de medidas que permitam o imediato alívio do sofrimento da população pacífica”.

O leste ucraniano, em particular o bastião separatista de Donetsk, é palco há uma semana de violentos combates entre o exército e forças separatistas que já fizeram dezenas de mortos.

A Rússia tem qualificado a operação militar ucraniana de “operação punitiva” e acusa Kiev de violar a Convenção de Genebra de 1949 sobre a proteção de civis.

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico aplicado pela Agência Lusa. (ionline.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.