- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Marina diz que PT e PSDB não fizeram o necessário

Marina diz que PT e PSDB não fizeram o necessário

Marina Silva afirmou que tanto o PSDB quanto o PT não fizeram o necessário em suas respectivas administrações (Foto: Agência Brasil)
Marina Silva afirmou que tanto o PSDB quanto o PT não fizeram o necessário em suas respectivas administrações (Foto: Agência Brasil)

Na estratégia de apresentar a candidatura do PSB como uma terceira via, a ex-senadora Marina Silva afirmou que tanto o PSDB quanto o PT não fizeram o necessário em suas respectivas administrações no governo federal. “O PSDB já teve uma chance de dizer e fazer pelo Brasil. Não disse o que precisava e não fez”, declarou Marina, que deverá ser candidata à vice-presidente na chapa encabeçada pelo ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

“O PT já teve a sua chance. E não disse tudo o que precisava, porque nunca priorizou o desenvolvimento sustentável. É a vez de reconhecer as coisas boas que os dois governos fizeram, nos comprometermos com sua manutenção, mas também com a correção dos erros”, continuou.

Durante um seminário da aliança PBS, Rede e PPS realizado em Goiânia, Marina deu sequência ao plano da legenda de, por meio da candidatura Campos, tentar evitar uma eleição polarizada entre PSDB e PT. Por isso, ela citou que o Brasil tem convivido atualmente com “crescimento baixo, juros voltando a subir e com o risco da inflação”. Mas ela também alfinetou os tucanos: “Só tem uma saída. Não é mais dar dois passos atrás, é dar mais um passo à frente. E um passo à frente é Eduardo Campos presidente”, disse.

De acordo com a ex-ministra, a candidatura de Eduardo Campos é a única entre as apostas que pode preservar a estabilidade econômica – em referência ao governo Fernando Henrique Cardoso – e a inclusão social – do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Não vamos parar por aí, porque para a frente é que se anda. O povo não quer dar passo atrás”, concluiu. (diariodolitoral.com.br)

- Publicidade -
- Publicidade -

Rafael Savimbi aconselha PR João Lourenço, a organizar eleições autárquicas em 2021 e a promover a descentralização no país

Numa intervenção no Forum Angola, organizado pelo Instituto Real de Relações Internacionais Chatham House, o dirigente da União Nacional para a Independência Total de...
- Publicidade -

Odebrecht instala mecanismos anti-corrupção e deixa de estar sob monitorização externa

A Odebrecht anunciou que está concluída a monitorização externa independente à empresa de engenharia e construção, que decorria há quase 4 anos, pelo Departamento...

Governo vai financiar estágios profissionais para jovens

O Presidente da República, João Lourenço, aprovou um programa de estágios profissionais para jovens que tenham um curso técnico-profissional, um curso de formação profissional,...

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

Notícias relacionadas

Rafael Savimbi aconselha PR João Lourenço, a organizar eleições autárquicas em 2021 e a promover a descentralização no país

Numa intervenção no Forum Angola, organizado pelo Instituto Real de Relações Internacionais Chatham House, o dirigente da União Nacional para a Independência Total de...

Odebrecht instala mecanismos anti-corrupção e deixa de estar sob monitorização externa

A Odebrecht anunciou que está concluída a monitorização externa independente à empresa de engenharia e construção, que decorria há quase 4 anos, pelo Departamento...

Governo vai financiar estágios profissionais para jovens

O Presidente da República, João Lourenço, aprovou um programa de estágios profissionais para jovens que tenham um curso técnico-profissional, um curso de formação profissional,...

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.