- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Impostos: Aumento do IVA tapa 'buraco' e ainda sobram 10 milhões

Impostos: Aumento do IVA tapa ‘buraco’ e ainda sobram 10 milhões

(DR)
(DR)

O Tribunal Constitucional chumbou as iniciativas do Governo no que aos cortes salariais, redução de pensões de sobrevivência e cortes nos subsídios de desemprego e doença diz respeito. Esta decisão abriu um buraco de 750 milhões de euros no Orçamento do Estado. Mas o Governo já sabe como recuperar esse valor: aumentar o IVA para 25%, escreve o Jornal de Notícias.
Economia

Atualmente, a taxa máxima do IVA situa-se nos 23,25%, mas pode estar para breve um aumento de dois pontos percentuais. Isto porque o chumbo do Tribunal Constitucional a três normas do Orçamento do Estado abriu um buraco na ordem dos 750 milhões de euros. Buraco esse que um aumento do IVA pode tapar.

Segundo o Jornal de Notícias, este aumento já estava previsto no Documento de Estratégia Orçamental, pois o Executivo já tinha preparado o plano B para o caso de os juízes do Palácio Ratton não deixarem passar os cortes nos salários e nos subsídios de desemprego e doença e a redução das pensões.

Dito e feito. O Constitucional chumbou e o mais certo é a taxa máxima do IVA subir para os 25%. De acordo com o que escreve hoje o Jornal de Notícias, por cada 0,5 pontos percentuais de aumento o Estado vai arrecadar 190 milhões de euros. Fazendo as contas, se o aumento for de dois pontos percentuais, os cofres públicos vão arrecadar 760 milhões – ainda vão sobrar 10 milhões para qualquer eventualidade.

Mas subir o IVA não é a única opção. Para contornar o revés provocado pelo Constitucional, o Executivo liderado por Passos Coelho pode ainda optar por uma subida da sobretaxa do IRS ou até mesmo manter a sobretaxa para salários acima dos 1500 euros. (noticiasaominuto.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...
- Publicidade -

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Notícias relacionadas

Potencial petrolífero é de 40 mil milhões de dólares

As empresas angolanas do sector petrolífero apenas aproveitam cerca de 10 por cento do potencial estimado em 40 mil milhões de dólares que a...

França quer punir delito de “ecocídio”

Proposta apoiada pelo governo prevê pena de até dez anos de prisão e multa de até 4,5 milhões de euros para quem causar danos...

Burkina Faso: Jihadistas impedem o voto de 300 mil eleitores

As eleições presidenciais e legislativas no Burkina Faso tiveram lugar num contexto de ameaças de grupos radicais islâmicos. Não houve registo de violência na...

Obras do novo Aeroporto Internacional de Luanda retomadas em Janeiro de 2021 e sem financiamento adicional, garante ministro dos Transportes

As obras do novo aeroporto internacional de Luanda vão ser retomadas no princípio de 2021 e serão concluídas no prazo de dois anos, garantiu...

Sonangol e Endiama serão parcialmente privatizadas até 2022

O Governo vai dispersar em bolsa uma parte das empresas petrolífera e diamantífera Sonangol e Endiama em 2021 ou no início de 2022, disse...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.