Portal de Angola
Informação ao minuto

Uíge: Governador denuncia chantagem a membros do seu Executivo

Governador do Uíge Paulo Pombolo (Foto: JA)
Governador do Uíge Paulo Pombolo (Foto: JA)
Governador do Uíge Paulo Pombolo (Foto: JA)

O governador do Uíge acusou desconhecidos de usarem chips de telemóveis adquiridos na rua para tentarem chantagear membros do Governo Provincial e outras individualidades.

Paulo Pombolo fez a revelação no encerramento da Semana da Legalidade integrada nas comemorações do 35º aniversário da Procuradoria-Geral da República (PGR). O governador pediu mais acção aos órgãos de justiça, em particular da PGR, para ajudar a elevar a consciência jurídica dos cidadãos, sobretudo dos jovens para haver uma mudança de mentalidades. “Não podemos continuar a permitir que alguns dos nossos concidadãos manchem o bom nome de outrem e das instituições do Estado”, referiu.

Paulo Pombolo criticou os que com recurso a chips de telemóveis adquiridos na rua enviarem mensagens ou façam telefonemas a tentar manchar o bom nome de várias pessoas e pediu maior contribuição da Procuradoria-Geral da República na preparação de estratégias que permitam combater este crime. Sobre o crime organizado transnacional, tema da semana da legalidade, disse ser “uma das principais ameaças à segurança pública e à estabilidade do país”. “A nossa província partilha uma vasta fronteira com a vizinha RDC, que se transformou numa porta de entrada de milhares de imigrantes, muitos dos quais trazem vícios que podem desestabilizar a nossa sociedade”, alertou o governador. Paulo Pombolo referiu que “isso requer formação permanente dos funcionários do Ministério Público para fazer face ao fenómeno”.

O governador lamentou que haja muitas empresas de construção civil e de prestação de serviços que não são responsabilizadas judicialmente apesar de não cumprirem as obrigações contratuais com o Governo Provincial e Administrações Municipais. “Deve estancar-se esta situação com adopção de medidas rigorosas pela PGR, Tribunais e outros agentes da justiça”, disse. O governador criticou “os muitos cidadãos que incentivam à desobediência”, com incitamentos ao não cumprimento de determinadas medidas do Governo Provincial, e os jovens a cometerem crimes. (jornaldeangola.sapo.co)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »