Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Moçambique: Resultados finais das eleições dão vitória à Frelimo em 50 municípios

(Foto: DR)
(Foto: DR)

A Comissão Nacional de Eleições moçambicana (CNE) divulgou ontem os resultados finais das eleições autárquicas de 20 de Novembro, confirmando a vitória da Frelimo em 50 municípios e o MDM vitorioso em três das quatro principais cidades moçambicanas.

Maputo – A Comissão Nacional de Eleições moçambicana (CNE) divulgou ontem os resultados finais das eleições autárquicas de 20 de novembro, confirmando a vitória da Frelimo em 50 municípios e o MDM vitorioso em três das quatro principais cidades moçambicanas.

Apesar de ter ficado de fora dos resultados finais divulgados hoje pela CNE, pelo facto de a votação ter decorrido apenas no dia 01 de dezembro, o município de Nampula será governado pelo MDM (Movimento Democrático de Moçambique), uma vez que os resultados intermédios da Comissão de Eleições da Cidade de Nampula dão a vitória a este partido da oposição.

Segundo a deliberação da CNE sobre os resultados das eleições autárquicas de 20 de novembro, lida pelo presidente do órgão, Abdul Carimo, a Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), partido no poder, ganhou as eleições para presidente e assembleias de 50 municípios.

O MDM, terceira maior força política moçambicana, venceu a presidência e as assembleias de três municípios, nomeadamente Beira, segunda maior cidade do país, Nampula, terceira, e Quelimane, quarta cidade.

De acordo com a ata dos resultados que a CNE divulgou, o MDM consegue eleger membros para as assembleias de 51 dos 53 municípios moçambicanos, à exceção das autarquias de Macia, sul do país, e Nhamayábué, centro, onde o partido não conseguiu nenhum assento.

Abdul Carimo referiu-se aos recursos interpostos à CNE pelo MDM em nove municípios por alegada fraude, assinalando que foram todos chumbados pelo órgão.

“A Comissão Nacional de Eleições decidiu pela improcedência de todas as reclamações e protestos interpostos, dentre outras razões, por falta de impugnação prévia dos factos que serviram de fundamento às petições apresentadas”, disse Carimo, durante a deliberação sobre os resultados das eleições.

Reagindo aos resultados hoje divulgados pela CNE, o porta-voz da bancada parlamentar do MDM, José de Sousa, disse aos jornalistas que o seu partido vai recorrer ao Conselho Constitucional dos resultados das eleições em nove municípios, porque foram alegadamente “falseados”.

“A nossa opinião é que os resultados foram falseados na maior parte dos municípios, pelo menos em nove, pois há um malabarismo da CNE que faz com que as reclamações apresentadas nos órgãos eleitorais de escalão inferior cheguem fora do tempo, para serem rejeitadas por intempestividade”, acusou José de Sousa.

Por seu turno, o secretário para a Organização do Comité Central da Frelimo, Sérgio Pantie, manifestou “satisfação” com os resultados das eleições, exortando os membros do partido no poder a serem contidos nos festejos, em memória às 33 vítimas do acidente aéreo da aeronave das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), no último sábado, na Namíbia, entre os quais sete cidadãos de origem portuguesa.

“Estes resultados são motivo de uma grande satisfação, só não os comemorámos por causa do acidente aéreo que abalou a nação moçambicana”, afirmou Sérgio Pantie.

O principal partido da oposição, Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), não participou nas eleições autárquicas, em protesto contra a alegada partidarização dos órgãos eleitorais pela Frelimo.

Com o boicote às eleições, a Renamo vê mais de 100 membros seus a saírem das assembleias municipais. (noticiasaominuto.com)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »