Sábado, Junho 10, 2023
18.4 C
Lisboa
More

    Volume de negócios satisfaz expositores da quarta edição da Feira de Artesanato do Dondo

    (Angop)
    (Angop)

    Vários expositores manifestaram-se domingo, no município de Kambambe, Kwanza-Norte, satisfeitos com o volume de negócios alcançados durante a quarta edição da Feira de Artesanato do Dondo, que decorreu de 30 de Agosto a 1 de Setembro.

    Entrevistados pela Angop, os feirantes manifestaram-se igualmente satisfeitos com o nível de organização do evento que registou grande afluência de visitantes nacionais e estrangeiros, com o objectivo de apreciar e comprar os produtos expostos.

    Salvador José Gonçalves, um dos expositores de Ndalatando, que expôs equipamentos de gráfica, afirmou que o evento tornou-se numa verdadeira bolsa de negócios que superou as suas expectativas.

    O feirante considerou, no entanto, os três dias demasiado curto, razão pela qual aponta a necessidade de se acresceram mais dias para melhor satisfazerem o público que adere oa local.

    João Lemba Júnior, outro expositor, disse que o evento representa uma das maiores realizações anuais promovidas pelo Ministério da Cultura que, pela sua magnitude, devia realizar-se três ou quatro vezes por ano, pois permite escoar perto de 75 porcento do produto levado à feira. João Lemba Júnior participou pela primeira vez num certame do género.

    Para si, a presente edição da feira mostrou que a organização procurou promover não só a cultura, mas também a classe empresarial que, além de vender, encontrou na feira uma ocasião para publicitar os seus produtos.

    Por seu turno, Francisco Sampaio, expositor do ramo de construção civil e transformação de inertes, classificou o evento de bastante proveitoso, pois aproveitou a ocasião para trocar impressões com outros empresários do ramo com os quais identificou oportunidades de negócios.

    A Feira de Artesanato do Dondo é co-organizada pelo Ministério da Cultura e o governo do Kwanza Norte.

    Com periodicidade anual, o certame visa sensibilizar as populações do Dondo sobre a necessidade urgente da identificação, reabilitação e salvaguarda das sabedorias, práticas e artes antigas do povo angolano.

    O evento que teve a duração de três dias contou com a participação de 320 expositores dos 10 municípios da província e de outras regiões do país, tendo decorrido sob o lema “Memória e história”.

    No certame foram promovidos espectáculos de variedades, declamação de poemas, trova e sessões de cinema, encenações de momentos históricos, exposições iconográficas e lançamento de livros.

    A quarta edição da feira visou ainda despertar a importância do potencial económico e turístico da província do Kwanza Norte. (portalangop.co.ao)

    POSTAR COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    - Publicidade -spot_img

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Quatro crianças colombianas que sobreviveram a acidente de avião são resgatadas

    Quatro crianças indígenas foram resgatadas com vida nesta sexta-feira nas selvas do sudeste da Colômbia, 39 dias depois que...

    Artigos Relacionados

    Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    • https://spaudio.servers.pt/8004/stream
    • Radio Calema
    • Radio Calema