- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Zâmbia quer aumentar trocas comerciais

Zâmbia quer aumentar trocas comerciais

20130220083302embaixadorO ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, recebeu ontem, em Luanda, as cartas figuradas dos novos embaixadores, residentes e não residentes, da Zâmbia, Hungria, Austrália, Tailândia, Emiratos Árabes Unidos e Azerbeijão, que começam a ser acreditados amanhã pelo Chefe de Estado angolano.
A embaixadora da Zâmbia, Barbara Chilangwa, a primeira a ser recebida, afirmou que o seu país quer aumentar as trocas comerciais com Angola. “As relações entre Angola e a Zâmbia podiam ser melhores se os dois países melhorassem o acesso às vias para o transporte rodoviário”, uma vez que estão a trabalhar no sentido de facilitar as trocas comerciais. Neste âmbito, a diplomata defendeu a assinatura de um memorando de entendimento para uma melhor cooperação.
O embaixador da Hungria em Angola, Zsolt Maris, afirmou que as relações entre os dois países são boas e lamentou o encerramento da embaixada húngara em Luanda.
“A Hungria, por razões económicas, teve de fechar a sua embaixada em Angola, mas queremos ter a possibilidade de cooperar mais activamente com Angola e, inclusive, reabrir a nossa representação em Luanda”, sublinhou.
Angola e Hungria têm uma estratégia de cooperação em vários domínios, mas o diplomata destacou o da Energia, Saúde e Educação. Zsolt Maris, que também responde pelas missões diplomáticas do seu país na Nigéria, Sudão do Sul e Gana, afirmou que Angola e Hungria têm interesse em desenvolver a cooperação noutros domínios. O mesmo desejo foi manifestado por Jonh Wilson, que deve ser acreditado como novo embaixador da Austrália em Angola.

Cooperação com a Tailândia

Um outro diplomata que também entregou as cartas figuradas foi Monsiri Buranasiri, que vai chefiar a missão diplomática da Tailândia em Angola. Monsiri Buranasiri reconheceu que os dois países têm grande potencial para iniciar uma cooperação nos mais variados domínios, mas destacou a agricultura. “Temos um grande potencial na área da agricultura e somos líderes no mundo na exportação de alimentos. Angola e Tailândia podem cooperar nesta área”, sublinhou. Monsiri Buranasiri afirmou que o seu país também é forte no sector turístico. “Cerca de 20 milhões de turistas visitam o nosso país. Por isso, queremos cooperar com Angola neste domínio, porque entendemos que o país também pode ser líder no sector turístico”, referiu.
O embaixador dos Emiratos Árabes Unidos, Amad Hareb Alhabsia, disse que os dois países têm boas relações de amizade e pretendem uma cooperação mais profunda. “Estamos muito honrados por cooperar com Angola e temos uma série de questões que gostávamos de abordar, tendo em vista o aprofundamento das relações entre os dois países”, sublinhou.
O último embaixador a ser recebido pelo ministro das Relações Exteriores foi Elkhan Oglu, do Azerbaijão.
O diplomata disse que uma das principais tarefas do seu mandato é aprofundar e consolidar as relações existentes entre os dois países.
O primeiro embaixador do Azerbaijão em Angola disse que o seu país vai oferecer bolsas para a formação de angolanos.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Seis professores testam positivo no Cuanza Norte

Seis professores do Cuanza Norte submetidos ao teste da biologia molecular (RT-PCR), na semana transacta, testaram positivo à Covid-19. O facto foi anunciado pelo responsável...
- Publicidade -

UNITA mantém suspensão dos membros acusados de querer destituir o seu líder

O presidente do Conselho Jurisdicional desta força política, africano Kangombe, contactado, ontem, por este Jornal, sobre o assunto, evitou falar, depois de ter dado...

Covid-19: Angola com 227 novas infecções e 117 recuperados

Duzentos e vinte e sete novos casos, um óbito e cento e dezassete pacientes recuperados é o balanço epidemiológico anunciado, nesta terça-feira, em Luanda,...

João Lourenço no Africa Debate a convite do Instituto Tony Blair

O Presidente João Lourenço vai participar, no dia 5 de Novembro, no Africa Debate, o principal evento do fórum empresarial de África realizado em...

Notícias relacionadas

Covid-19: Seis professores testam positivo no Cuanza Norte

Seis professores do Cuanza Norte submetidos ao teste da biologia molecular (RT-PCR), na semana transacta, testaram positivo à Covid-19. O facto foi anunciado pelo responsável...

UNITA mantém suspensão dos membros acusados de querer destituir o seu líder

O presidente do Conselho Jurisdicional desta força política, africano Kangombe, contactado, ontem, por este Jornal, sobre o assunto, evitou falar, depois de ter dado...

Covid-19: Angola com 227 novas infecções e 117 recuperados

Duzentos e vinte e sete novos casos, um óbito e cento e dezassete pacientes recuperados é o balanço epidemiológico anunciado, nesta terça-feira, em Luanda,...

João Lourenço no Africa Debate a convite do Instituto Tony Blair

O Presidente João Lourenço vai participar, no dia 5 de Novembro, no Africa Debate, o principal evento do fórum empresarial de África realizado em...

PRS defende envolvimento dos cidadãos no combate à corrupção

Para o partido, apesar das acções já em curso no âmbito do combate à corrupção, é necessário e urgente que os órgãos competentes retirem...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.