- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Trabalhadores da TAP acreditam que ainda é possível evitar os cortes salariais

Trabalhadores da TAP acreditam que ainda é possível evitar os cortes salariais

4220598Os oito sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP reúnem-se hoje com as Finanças na expectativa de evitar os cortes salariais da função pública, previstos no Orçamento do Estado para 2013 (OE2013).

O presidente do Sindicato dos Técnicos de Handling, André Teives, disse à Lusa que a reunião tem como objetivo “deixar a TAP de fora da esfera pública, de uma vez por todas”, o que significa não ter as reduções salariais médias de 5%, como acontece a todos os trabalhadores da função pública e empresas maioritariamente públicas com salários brutos acima dos 1.500 euros.

“Se a TAP não recebe dinheiro [do Estado], o Estado também não tem que se imiscuir para cortar salários”, declarou André Teives.

Depois de, em janeiro, a TAP não ter aplicado as reduções salariais previstas no OE2013, documento que eliminou a possibilidade de haver exceções, como aconteceu nos dois últimos anos, o Ministério das Finanças garantiu que a companhia, à semelhança da Caixa Geral de Depósitos (CGD), vai ter de cumprir a lei do OE2013 e cortar salários.

Mas o porta-voz dos oito sindicatos representativos dos trabalhadores da TAP acredita que ainda “é possível deixar a TAP de fora” dos cortes, já que, explicou, a TAP é “completamente diferente, uma vez que não tem canais financeiros com o Estado português, a exemplo das outras empresas do setor empresarial do Estado”. Ler mais

(ionline.pt)

- Publicidade -
- Publicidade -

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...
- Publicidade -

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Notícias relacionadas

Ana Gomes sobe à custa de Marcelo e Ventura

A candidata da área socialista é cada vez mais a pretendente a Belém com maior margem para impedir uma reeleição retumbante de Marcelo. Ana...

Burlas “matam” sonho da casa própria de milhares de famílias

Das dezenas de projectos imobiliários lançados no auge da construção em Luanda, muitos foram parar à barra do tribunal por burlas aos clientes, que...

O tempo e o bom senso (IV)

1 - Há muito que acompanho a trajectória de Jorge Valdano, um argentino com invejável percurso no mundo do futebol (jogador, treinador, dirigente e...

Joana Lina, GPL: “Manifestação foi acto de vandalismo”

Durante a marcha realizada por membros da sociedade civil e apoiada pela UNITA, foram queimadas motas e destruídos contentores de lixo, além do impedimento...

Polícia frustra manifestação não autorizada em Luanda

A Policia Nacional frustrou ontem a realização de uma manifestação não autorizada pelas autoridades, por força das medidas restritivas de prevenção e combate à...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.