- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Cabinda:Empresas chinesas debaixo de fogo

Cabinda:Empresas chinesas debaixo de fogo

34D67B26-5226-4C8C-BC53-3F36B73C4DB3_w640_r1_sEmpresas chinesas a operarem em Cabinda foram duramente criticadas por trabalhados que as acusam de violarem as leis laborais de Angola e ainda de usarem material defeituoso na construção de infra-estruturas.

Mais de 3.000 trabalhadores angolanos foram despedidos em finais do ano passado e princípios de 2013 dos seus postos de trabalho e viram a sua sorte relegada ao desemprego.

Mais da metade deste número, foi despedida por empresas chinesas contratadas pelo governo da província para a construção de infra-estruturas públicas, sem o pagamento de qualquer indemnização.

De acordo com alguns trabalhadores ouvidos pela Voz de América, mais de 3.000 cidadãos com contratos precários podem a qualquer momento perder o emprego por alegadamente as empresas chinesas não aceitarem renovar os contratos de trabalho por alegada fuga ao fisco.

A maioria das empresas chinesas a operarem em cabinda na área de construção de infra-estruturas do estado, não admitem a celebração de contratos de trabalho para pouparem despesas e evitar indemnizações em processos de despedimentos colectivos como os que constantemente ocorrem.

Este comportamento verifica-se segundo os interlocutores na fase de conclusão das obras afectas ao governo.

Queixam-se ainda os trabalhadores de serem vítimas de maus tratos, falta de higiene e de segurança nos locais de trabalho.

Entretanto, o governo provincial recomendou recentemente a todas as empresas com parceria chinesa a obedecerem os regulamentos da legislação laboral angolana e a promoverem o respeito e dignidade ao trabalhador.

Todos essas infracções segundo os queixosos acontecem ante a passividade da direcção provincial de inspecção geral do trabalho.

Os trabalhadores denunciam igualmente a aplicação de materiais adulterados nomeadamente em blocos de cimento usados para a construção e de outros equipamentos em consequência dos quais muitas obras degradam em pouco espaço de tempo.

Os trabalhadores acusam o governo de não realizar uma fiscalização permanente aos estaleiros e nas obras dessas empresas alegando que muitas empresas de fiscalização contratadas pelo governo recebem subornos para facilitarem obras mal feitas.

Tentamos sem sucessos ouvir alguns responsáveis dessas empresas. (voaportugues.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Camilo Ceita esperava por “algum respeito e consideração”

Antigo director do INE soube da sua substituição pelas redes sociais, durante a tarde da última sexta-feira. Num ‘mail’ de despedida e agradecimento aos...
- Publicidade -

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

Notícias relacionadas

Camilo Ceita esperava por “algum respeito e consideração”

Antigo director do INE soube da sua substituição pelas redes sociais, durante a tarde da última sexta-feira. Num ‘mail’ de despedida e agradecimento aos...

Gilberto Viríssimo: “Angola não está integrada em nenhum dos projectos de estradas regionais por culpa própria”

À frente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), desde 31 de Agosto, o angolano Gilberto Veríssimo, diz, em entrevista...

Brasil tem média móvel de 546 óbitos por dia devido ao novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça-feira, 20, uma média móvel de 546 óbitos por dia causados pela covid-19, número que compila dados dos últimos sete...

Novo acordo militar entre Índia e EUA ameaça a neutralidade de Nova Deli face a Pequim

Numa notícia avançada pelo jornal South China Morning Post, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o secretário de Defesa Mark Esper...

MPLA preocupado com geração de postos de trabalho para a juventude

O Bureau Político (BP) do MPLA recomendou, nesta terça-feira, 20, ao Executivo o incremento da promoção do auto-emprego e a geração de postos de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.