- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Presença positiva na Feira do Livro

Presença positiva na Feira do Livro

20130220075054rosaA ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, disse na segunda-feira, no aeroporto José Martí, em Havana, minutos antes de embarcar no voo de regresso a Luanda, que regressa com o sentimento de dever cumprido, uma vez que o país está a ter uma participação positiva na Feira Internacional do Livro de Cuba e foram firmados passos para o surgimento de novos acordos de cooperação.
Rosa Cruz e Silva adiantou que um dos aspectos positivos é o facto de se ter conseguido editar livros de 18 autores angolanos, expostos na feira em diversos pavilhões, numa edição de três mil exemplares. “Temos ainda mil cópias guardadas para serem lançadas em Angola, noutras actividades que queremos realizar num espaço reservado à língua espanhola”, disse.
A titular da Cultura, e chefe da delegação angolana na feira, destacou ainda o projecto de se criarem novas parcerias com Cuba, na vertente da formação, particularmente nas áreas ligadas a museologia, biblioteconomia e arquivística. “É um campo amplo de acção que vamos implantar, para gradualmente resolvermos este problema”, realçou.
O país tem também problemas prementes quanto à formação para gestão de equipamentos e infra-estruturas culturais e, durante a sua estada, conseguiu firmar protocolos de cooperação para que Cuba envie a Angola alguns especialistas para nos ajudarem. “Estou a falar em termos de pessoal formado, adequadamente, para dar o devido tratamento a infra-estruturas, como o memorial a Agostinho Neto e os centros culturais”, frisou.
Oconvite do Ministério da Cultura cubano para que Angola fosse o país convidado de honra da feira – e o primeiro país africano a ter esta distinção neste encontro de culturas – cria a possibilidade de se começar a pensar na criação de edições bilingues de autores nacionais e cubanos.
“As conferências que tiveram lugar na feira vão ser editadas em espanhol e português. Além disso, existem autores cubanos que queremos traduzir e José Martí é uma das opções. No entanto, queremos incluir muitos outros autores e criar um novo protocolo de cooperação com acções mais firmes, com delegações artísticas de Angola para Cuba e vice-versa”, adiantou.
A participar pela terceira vez na Feira do Livro de Cuba, a ministra considerou ainda o convite como uma amostra da simpatia e amizade que o povo cubano nutre por Angola. “Penso que esse sentimento é reforçado pelos nossos laços, de sangue e história, muito antigos”, esclareceu.

Para honrar o convite, Angola criou um programa vasto, para permitir aumentar o conhecimento que os cubanos têm sobre a nossa realidade cultural e, sobretudo, os momentos novos que Angola está a viver.
“Viemos de uma situação de conflito que criou um distanciamento nas relações culturais entre ambos os países, mas, felizmente, agora vivemos um tempo novo, no qual todos, angolanos e cubanos, fazem tudo para o reforço desta amizade e o estreitamento dos laços e onde a cultura cumpre um papel primordial e decisivo no desenvolvimento dos seus países”, enalteceu.
Em resumo, destacou, é o relançamento da cooperação com Cuba, com acções práticas e projectos bem definidos. “No momento em que assinamos acordos de cooperação os passos começaram a ser dados. A perspectiva é termos mais cooperação no domínio da formação artística e noutros ligados à cultura”, rematou.

Cinema e música

A ministra, que antes de partir visitou, dentro do seu programa de trabalho, à margem da feira, o Instituto Cubano de Artes e Indústria Cinematográfica, disse que foram dados os primeiros passos para a criação de novos projectos, entre os quais estão incluídas acções de formação, dirigidas, especificamente, aos quadros do Instituto Angolano do Cinema e Audiovisuais, na perspectiva destes produzirem documentários para séries infantis.
Estes são os primeiros passos, para um melhor aproveitamento de dois projectos do Ministério da Cultura sobre a divulgação das figuras históricas angolanas e outro para a valorização da natureza.
“Queremos criar séries animadas em Cuba que sejam baseadas na realidade angolana. O projecto de valorização das figuras históricas, por exemplo, pode ser animada aqui, para que as crianças possam ver e aprender o valor dessas figuras”, explicou.
Quanto ao tema sobre a natureza, a ministra disse que ele vai permitir às crianças aprenderem a conhecer mais os espaços do território angolano, através de séries infantis animadas. “Eles têm um trabalho muito antigo neste campo e feito progressos tecnológicos na produção destas séries. É um projecto a ser realizado com o apoio do Ministério da Comunicação angolano”, referiu.
A ideia inicial desta cooperação vai estar cingida à formação de cartoonistas e desenhadores angolanos, que hão-de ir a Cuba aprender, com base nas novas tecnologias, o que se faz hoje para animar as figuras e personagens que passam nas séries ficcionadas. “O próximo passo vai ser identificar os profissionais angolanos para virem a este instituto receber a formação e enquanto não tivermos todos os meios em Angola eles podem produzir as séries aqui mesmo”, especificou. Rosa Cruz e Silva visitou também o Instituto Cubano da Música, onde se inteirou do funcionamento do espaço e manteve as primeiras conversações acerca da possível participação de Angola num dos maiores festivais de música cubanos, Cubadisco, que se realiza de 18 a 26 de Maio e este ano é dedicada aos jovens, à música de concerto e ao violino.
“Já começámos a dar os primeiros passos nesse sentido, porque é também a possibilidade de incluir nesta feira internacional o projecto do Ministério da Cultura de internacionalização da música angolana e de mostrar ao mundo como está a produção musical no país. O acordo vai permitir igualmente aos artistas nacionais gravarem e produzirem os seus trabalhos em Cuba”, proferiu.

Dentro da feira

A Feira do Livro de Cuba reserva para hoje a realização de duas conferências, uma sobre “Os seis magníficos da poesia”, a ser proferida por Abreu Paxe, e outra sobre “Os novos caminhos da literatura angolana: a estética da poesia”, a ser apresentada por João Maimona. As actividades a serem realizadas na Sala Cordeiro da Mata, no pavilhão de Angola, incluem ainda o lançamento do livro “Todos los suenos. Antología de poetas angolanos”, de autores angolanos, traduzido em castelhano pela Ediciones Matanzas.
Em relação ao programa artístico, está reservado um espectáculo de música popular, no Teatro Mella, com a participação do grupo Akapaná, Ângela Ferrão, Tony Amado, Armanda Cunha, Duo Canhoto e o grupo de dança tradicional da Lunda-Norte Akishi-Cianda.
Ontem, na Fortaleza San Carlos de La Cabaña, local onde decorre a feira, o dia foi marcado pela realização de uma conferência sobre “Cultura, mensagem e a Casa dos Estudantes do Império”, proferida por Arnaldo Santos, e o lançamento do livro “Ritos de pasaje”, de Paula Tavares, traduzido em castelhano pela Editorial Oriente. No campo das artes, a exibição de um monólogo pelo grupo Pitabel, que marcou a estreia das artes cénicas angolanas, foi a atracção.

(jornaldeangola.com)

- Publicidade -
- Publicidade -

Dubai adapta sistema de ensino à aprendizagem eletrónica

E-learning ou aprendizagem eletrónica significa formação através de recursos digitais. Embora não seja um método particularmente novo, a sua inclusão em vários setores tem...
- Publicidade -

Estados Unidos e Índia assinam importante acordo militar

Acordo dá à Índia acesso a dados topográficos e aeronáuticos considerados vitais para mísseis e drones armados. Os Estados Unidos e a Índia assinaram nesta...

Nigéria: Pressão sobre os bancos no mercado monetário de empréstimos ao consumidor

Um Relatório de Pesquisa do Banco Central da Nigéria, CBN, mostrou que os bancos experimentaram taxas de inadimplência mais altas em cartões de crédito...

Cabo Verde: Eleições autárquicas dão vitória ao MpD no arquipélago mas ao PAICV na Praia

O Movimento para a Democracia (MpD) continua a ser o maior partido autárquico em Cabo Verde mas as eleições de Domingo mostraram que o...

Notícias relacionadas

Dubai adapta sistema de ensino à aprendizagem eletrónica

E-learning ou aprendizagem eletrónica significa formação através de recursos digitais. Embora não seja um método particularmente novo, a sua inclusão em vários setores tem...

Estados Unidos e Índia assinam importante acordo militar

Acordo dá à Índia acesso a dados topográficos e aeronáuticos considerados vitais para mísseis e drones armados. Os Estados Unidos e a Índia assinaram nesta...

Nigéria: Pressão sobre os bancos no mercado monetário de empréstimos ao consumidor

Um Relatório de Pesquisa do Banco Central da Nigéria, CBN, mostrou que os bancos experimentaram taxas de inadimplência mais altas em cartões de crédito...

Cabo Verde: Eleições autárquicas dão vitória ao MpD no arquipélago mas ao PAICV na Praia

O Movimento para a Democracia (MpD) continua a ser o maior partido autárquico em Cabo Verde mas as eleições de Domingo mostraram que o...

Manifestação: Julgamento sumário continua no tribunal provincial de Luanda

O julgamento sumário dos 103 detidos na manifestação de Sábado, continua esta quarta-feira, no Tribunal Provincial de Luanda "Palácio D. Ana Joaquina". Os jovens...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.