- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Ministro da Defesa do Brasil destaca desenvolvimento de Angola

Ministro da Defesa do Brasil destaca desenvolvimento de Angola

AMORI-300x199O ministro de Estado da Defesa do Brasil, Celso Luís Nunes Amorim, destacou hoje, segunda-feira, em Luanda, a importância do progresso alcançado pela República de Angola nos últimos 11 anos de paz.

“Este progresso para nós (brasileiros) nos galvaniza bastante, alegria de ver um povo irmão com qual mantemos relações muito próximas a progredir tão rapidamente”, afirmou o ministro brasileiro quando discursava na sessão de abertura das conversações oficiais entre Angola e Brasil, no domínio da Defesa e Forças Armadas.

Apesar de tudo, disse o governante brasileiro, a rota do desenvolvimento é longa e complexa e o Brasil pode ajudar Angola em vários aspectos que convierem as autoridades angolanas.

“É essa visão que nós temos para o desenvolvimento da cooperação em várias áreas, fundamentalmente no domínio da defesa”, precisou Celso Amorim, considerando esta área como “um pilar indispensável da parceria estratégica entre Estados”.

Para Celso Amorim, a indústria militar constitui também uma “base importante”, pois oferece capacidade autónoma de proteger os interesses de cada país e ajuda a promover o emprego e o crescimento.

Nas conversações oficiais entre delegações chefiadas pelo ministro da Defesa de Angola, Cândido Van-Dúnem, e seu homólogo brasileiro, Celso Amorim, as partes avaliam o estado da cooperação bilateral, com destaque para o desenvolvimento da indústria militar angolana e a formação de quadros militares.

Ainda hoje, Celso Amorim que se faz acompanhar de oficiais generais dos ramos do Exército, da Marinha e da Força Aérea, e de um grande número de empresários ligados à indústria militar brasileira, vão visitar a Base Naval de Luanda, pertencente à Marinha de Guerra Angolana.

Angola e Brasil mantêm relações de amizade e de cooperação em vários domínios desde 1975, altura em que o governo do país sul-americano reconheceu a independência de Angola do jugo colonial português. (portalangop.co.ao)

- Publicidade -
- Publicidade -

CNE e PNUD reforçam cooperação

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) reforçaram, ontem, a parceria destinada à formação de agentes...
- Publicidade -

Ao extinto BANC: BNA vai recuperar empréstimo

O empréstimo de cerca de 25 mil milhões de kwanzas que o Banco Nacional de Angola (BNA) concedeu, em anos anteriores, ao extinto Banco...

RDC: Tshisekedi e Kabila a um passo do divórcio?

O Chefe de Estado e seu antecessor parecem estar em desacordo constante nas negociações internas ao nível da coligação. É o fim da aliança ...

Economia de Angola sofre recessão de 8,8% no segundo trimestre

A economia de Angola registou um crescimento negativo de 8,8% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo, anunciou hoje o Instituto Nacional...

Notícias relacionadas

CNE e PNUD reforçam cooperação

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) reforçaram, ontem, a parceria destinada à formação de agentes...

Ao extinto BANC: BNA vai recuperar empréstimo

O empréstimo de cerca de 25 mil milhões de kwanzas que o Banco Nacional de Angola (BNA) concedeu, em anos anteriores, ao extinto Banco...

RDC: Tshisekedi e Kabila a um passo do divórcio?

O Chefe de Estado e seu antecessor parecem estar em desacordo constante nas negociações internas ao nível da coligação. É o fim da aliança ...

Economia de Angola sofre recessão de 8,8% no segundo trimestre

A economia de Angola registou um crescimento negativo de 8,8% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo, anunciou hoje o Instituto Nacional...

Explosão de engenho provoca três feridos no Cunene

Três pessoas com idade entre 36 a 47 anos de idade ficaram, nesta segunda-feira, gravemente feridas, na localidade de Oshomukuyo, arredores da cidade de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.